600 trabalhadores participam do Grito da Terra em Roraima

By Luiz Valério sexta-feira, 25 de julho de 2008
Aproximadamente seiscentos trabalhadores rurais saíram às ruas nesta tarde de sexta-feira (25) em Boa Vista (RR) para participar do Grito da Terra/Roraima, que acontece simultaneamente em todos os estados brasileiros. O movimento é organizado pela Federação dos Trabalhadores em Agricultura (Fetag).


Os agricultores familiares reivindicam políticas públicas nas áreas de educação, saúde e infra-estrutura (estradas) para o setor agrícola, além de linhas de financiamento para a aquisição de implementos agrícolas que permitam dinamizar a agricultura familiar.

O presidente da Fetag Luiz Carlos disse que quem vive da agricultura familiar em Roraima tem sofrido muito com o descaso dos sucessivos governos.
"A falta de políticas educacionais e de saúde, as condições precárias das estradas e linhas de crédito para nós, trabalhadores, são os principais problemas que dificultam a nossa vida no campo", afirmou.
Ele chama a atenção principalmente para os ribeirinhos das localidades Baixo Rio Branco e Juaperi. De acordo com o líder sindical, esses trabalhadores vivem jogados à própria sorte no interior do estado. A questão da falta de assistência à saúde é outro problema.
"É preciso pactuar políticas públicas de saúde e votladas para a agricultura para os povos da floresta", reivindicam os manifestantes.
Os agricultores que vivem no projeto de assentamento Trairão, em Amajari, também reclamam do descaso do governo. Só que dessa vez o federal.
"O Incra nos colocou no assentamento, mas nós ficamos abandonados. Plantamos milho, arroz, feijão, abóbora e perdemos tudo por não termos como escoar a nossa produção", queixou-se Edson da Silva.
Participaram do Grito da Terra/Roraima trabalhadores rurais de Alto Alegre, Amajaí, Boa Vista, Bonfim, Cantá, Caracaraí, Caroebe, Iracema, Mucajaí, Rorainópolis, São João da Baliza e São Luis do Anauá.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " 600 trabalhadores participam do Grito da Terra em Roraima "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.