Um pacto entre o homem e a natureza

By Luiz Valério quinta-feira, 6 de novembro de 2008
Um projeto de Zoneamento Econômico Ecológico (ZEE) é um instrumento fundamental para o planejamento econômico de um estado. Roraima, mesmo depois de 20 anos da sua elevação à categoria de Estado, ainda não tem o seu ZEE definido. O projeto está sendo discutido na Assembléia Legislativa e deve ser aprovado até o final do ano. Por pouco não foi aprovada a toque de caixa uma peça imperfeita enviada à Casa pelo governo do Estado.
Um comitê gestor composto por técnicos da Secretaria de Planejamento do Estado e deputados estaduais estudam em conjunto as alterações necessárias a serem feitas no projeto. Para isso estão sendo realizadas oficinas para nivelamento de informações. Estas precedem a realização de audiências públicas para que a população roraimense seja ouvida. As oficinas serão realizadas na capital, Boa Vista, e no interior até o final de novembro.
Num desses encontros técnicos realizados desde o início da semana, a melhor definição do que deve ser um plano de Zoneamento Econômico Ecológico foi feita pelo técnico Daniel Gianllupi, da Fundação de Meio Ambiente Ciência e Tecnologia (Femact). De acordo com ele um ZEE dever "ser um pacto entre a sociedade e a natureza de forma que o homem possa atingir o desenvolvimento sustentado".
Isso porque o ZEE se trata de um documento que vai determinar quais as áreas do território estadual que poderão ser exploradas na agricultura, quais delas poderão ser desmatadas, quais as que deverão ser presevadas, enfim tudo o que tiver que ser feito e venha a causar impacto no meio ambiente deverá estar planejado e definido no ZEE. Daí a perfeição da definição de Gianllupi.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Um pacto entre o homem e a natureza "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.