Escola de Música de RR – 25 anos sem regulamentação

By Luiz Valério quarta-feira, 20 de janeiro de 2010


Tem pessoas que acham que pego muito no pé dos políticos de Roraima. Outros dizem que estou fechando portas futuras, etc., etc. devido às constantes críticas que faço aqui neste blog à inércia, mau-caratismo e incompetência de certas figuras políticas daqui. Pois bem, vejam se eu não tenho razão.

A Escola de Música de Roraima tem nada menos de 25 anos de criação e até hoje não está regulamentada para funcionar. Ou seja, durante o tempo em que funcionou o fez de forma totalmente irregular. Isso é uma demonstração da falta de políticas educacionais efetivas. Também, a Secretaria de Educação só tem servido para barganha política e como balcão de negócios.

Além da falta de regulamentação, um outro problema [e um dos mais graves] da Escola de Música é a carência de pessoal qualificado para trabalhar. Faltam profissionais com formação em música. Os três concursos realizados não atenderam à necessidade da instituição.

Ontem, durante a reunião do Fórum Permanente de Cultura de Roraima eu conversava com a professora Elena Fioreti, do Conselho Estadual de Cultura - que conhece bem o problema.

Ela me contava que em 2001/2002 pensou-se em fazer um convênio com a Universidade Federal do Pará para a realização de um curso de Pós-Graduação em Música para qualificar aqueles professores formados em Letras, História, enfim na área das Ciências Humanas – aqui de Roraima, de forma a atender as necessidades da Escola de Música.

No entanto, as autoridades constituídas não deram a devida atenção ao projeto. Outro complicador foi o "muda-muda" de secretários de Educação – como sempre – que fez com que o projeto fosse engavetado até hoje.

Por outro lado, o modelo conservatório, adotado pela escola de música não é mais viável. A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) não aceita mais esse modelo. Segundo Elena Fioreti, a idéia é transformar a velha e já deficiente Escola de Música num Centro Técnico-Educacional para Música e Teatro. "O Ministério da Educação, inclusive, apóia esse projeto", disse Fioreti. Dessa forma seria possível formar profissionais para atender a toda a cadeia produtiva das artes cênicas e da música.

Mas, a única nota que parte dos políticos roraimenses conhece é o tilintar das moedas no cofre e o som da caixa registradora [aquela antiga]. Miopia da brava, falta de visão de futuro e, o que é pior, total falta de compromisso com a Educação. Como costumo dizer: é Roraima avançando de volta para o passado.


Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Escola de Música de RR – 25 anos sem regulamentação "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.