Browsing "Older Posts"

VLTs, uma alternativa para Boa Vista

By Luiz Valério → domingo, 28 de fevereiro de 2010
Boa Vista é uma cidade complicada do ponto de vista do transporte coletivo urbano.

O serviço é mal e porcamente explorado por empresas que não investem em qualidade, alegando que as linhas dão prejuízo em decorrência de um outro serviço falho: o dos táxi tipo lotação.

Na verdade, parece haver uma máfia dos lotações. Esses taxistas só vão para onde querem e da forma que querem.

Contam com a complacência dos gestores públicos. Aliás, os motoristas de táxi lotação atuam como cabos eleitorais e agentes de boca de urna em época eleitoral.

Estive recentemente em Juazeiro do Norte, minha terra natal, e tive uma grata surpresa: a prefeitura local está investindo em VLTs (Veículos Leves sobre Trilhos). 





Trata-se de uma alternativa de transporte coletivo barata e confortável. Para se ter uma idéia, os VLTs poluem 93% menos que os ônibus [isso sem falar nos modelos elétricos, que são não poluentes] e emitem 75% menos ruídos que os automóveis. 

É uma alternativa tão barata e viável, que nesse início de operação a Prefeitura de Juazeiro paga toda a conta. Não é cobrado nada dos passageiros.

Bonito na aparência [faz lembrar os metrôs europeus, um misto de metrô e ônibus], o VLT chamado lá de "O tem de Juazeiro", liga Juazeiro do Norte a Crato, aproveitando algo em torno de 14 quilômetros de trilhos da Rede Ferroviária Federal S/A (REFFSA). [Leia mais sobre o assunto aqui]

Para implantar um sistema de VLTs aqui em Roraima seria preciso investir uma soma considerável de recursos, mas que compensaria o investimento do ponto de vista social e econômico. Isso porque seria preciso construir toda uma malha ferroviária.

Os VLTs seriam uma ótima alternativa para acabar [ou diminuir] com o estressante problema do transporte coletivo na capital, Boa Vista, e ainda poderia solucionar as dificuldades de ligação entre as longínquas cidade interioranas. 

Também é um transporte seguro, pois não tem risco de colisão, uma vez que trafega numa rota alternativa e não disputa espaço com os carros.

Seria um projeto ousado pensar na implantação desse modelo de transporte aqui no Estado. Mas seria extremamente benéfico para a população local.

Em cidades como Santos (SP) foram construídas novas ferrovias para comportar os VLTs que passarão a circular a partir de 2011. Isso demonstra que é possível fazer o mesmo aqui. Basta ousadia política e vontade de fazer.

Esse é um bom período para discutir isso sem demagogia.

Os políticos, as eleições e o Twitter

By Luiz Valério →

Meus @migos,

Já escrevi aqui faz pouco tempo sobre a influência que o Twitter vai ter nas próximas eleições no Brasil [Nada mais será como era antigamente], mas vou aproveitar a deixa da entrevista do professor de pós-graduação em Comunicação e Informação da UFRGS, Alex Primo, um grande especialista brasileiro em redes sociais, para voltar a abordar o tema.

Primo concedeu entrevista ao jornal Zero Hora, semana passada, quando afirmou que o pleito deste ano "será a eleição do Twitter no Brasil". O professor fez, no entanto, um alerta aos políticos: "uma estratégia digital focada apenas em ganhar a eleição pode se voltar contra o candidato".

Aí, percebo que muitos políticos roraimenses, aonde o uso da internet ainda é problemático, tem buscado marcar presença no Twitter. Mas apenas estar presente na rede social não é suficiente. É preciso fazer um uso positivo do Twitter. Também só divulgar a agenda não adianta. É preciso mais.



Redes sociais só funcionam quando os internautas percebem que tem gente "de carne e osso" do outro lado. Logo, a comunicação não pode ser fria, automática, impessoal. No caso dos políticos, fazer do Twitter apenas mais um instrumento cata-votos é um erro estrondoso.

Se há ainda alguém que não saiba, as rede sociais existem para que as pessoas se relacionem de forma efetiva. Eu mesmo já conheci pessoas muito interessasntes, do ponto de vista pessoal e profissional, por meio do Twitter, do Facebook, do meu blog.

Um trabalho bem feito no Twitter pode dar resultados positivos. Barack Obama que o diga. A campanha do presidente americano aconteceu de forma muito forte e decisiva na internet. 

Foi no território interativo da Web, com a sua presença marcante no Twitter e no Facebook, que ele conseguiu os votos dos indecisos e arrecadou nada menos de U$ 500 milhões.

Se você é político e não sabe direito como agir, como usar, qual a sintaxe, qual a dinâmica das redes sociais, trate de contratar um profissional que possa auxiliá-lo. 

Do contrário, vai ficar patinando no gelo e estará sempre atrás de quem fez a coisa certa e resolveu usar redes sociais como o Twitter de forma profissional.

Lembre-se de que é preciso dizer o que eleitor quer ouvir, mas é muito importante que não sejam palavras vazias de significado. É importante que se diga do que os eleitores querem ouvir, mas que seja um compromisso executável. 

[Pretendol continuar esse post mais adiante, com outras observações]

É isso. 

Um poema para este sábado

By Luiz Valério → sábado, 27 de fevereiro de 2010
Olá, meus @migos!

Hoje deixo vocês na companhia do mais polêmico poeta brasileiro de todos os tempos [na minha opinião]. Trata-se de Gregório de Matos, o "Boca do Inferno".


Aviso aos navegantes: qualquer semelhança do poema abaixo com a realidade pode ser merca coincidência. Ou não.

"Define a sua cidade

De dois ff se compõe
esta cidade a meu ver:
um furtar, outro foder.

Recopilou-se o direito,
e quem o recopilou
com dous ff o explicou
por estar feito, e bem feito:
por bem digesto, e colheito
só com dous ff o expõe,
e assim quem os olhos põe
no trato, que aqui se encerra,
há de dizer que esta terra
de dous ff se compõe.

Se de dous ff composta
está a nossa Bahia,
errada a ortografia,
a grande dano está posta:
eu quero fazer aposta
e quero um tostão perder,
que isso a há de perverter,
se o furtar e o foder bem
não são os ff que tem
esta cidade ao meu ver.

Provo a conjetura já,
prontamente como um brinco:
Bahia tem letras cinco
que são B-A-H-I-A:
logo ninguém me dirá
que dous ff chega a ter,
pois nenhum contém sequer,
salvo se em boa verdade
são os ff da cidade
um furtar, outro foder."

Se você, caro leitor, não conhece o poeta baiano Gregório de Mattos, faço uma breve apresentação. Este grande poeta brasileiro talvez tenha sido pioneiro em usar seu talento com as palavras para denunciar a incompetência, a corrupção e a arrogância dos governantes da sua época. Gregório era oriundo de família rica. O pai era um conhecido e influente senhor de engenho na Bahia. O poeta estudou na Europa, onde se formou na Universidade de Coimbra e depois retornou ao Brasil. Seria ele apenas mais um representante bem sucedido da elite baina e brasileira da época. No entanto, recusou essa confortável condição de filho da elite. Era conhecido por não ter papas na língua e usar de palavrões e imagens pesadas em seus poemas. E, dessa forma, Gregório de Matos não livrou a cara de ninguém na Bahia do final do século XVII, desde membros da Igreja a figurões da política, ninguém passou incólume à sua verve poético-polemista. Por isso, ganhou a alcunha de "Boca do Inferno".

Livro entregue. Promessa cumprida

By Luiz Valério → sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010
Boa noite, @migos!

Na tarde de hoje entreguei o livro "O Menino de Pijama Listrado", de John Boyne, [o livro já virou filme, leia a sinopse do livro no final do post] para o meu leitor e amigo Oiran Braga (@oiranbraga). Ele foi o comentarista que se prontificou a participar do sorteio do livro, realizado por mim como forma de intercâmbio de conhecimentos entre este blog e o seu público leitor.

Parece-me que Oriram ficou feliz com o brinde. Ele manifestou isso no Twitter@oiranbraga Muito Feliz. acabei de receber o livro que ganhei do site luizvalerio.blogspot.com/ por ter comentado um post. Promessa feita e cumprida



Oiran Braga é assessor de comunicação do Tribunal de Justiça de Roraima (TJ-RR).

Aliás, o público do blog é todo composto por jornalistas, professores, servidores públicos em geral, políticos, assessores parlamentares, estudantes de jornalismo, o que significa uma grande responsabilidade manter essa página. É uma audiência pequena, mas é extremamente qualificada.

Agora, continua valendo a promoção/concurso das camisas. Tenho 20 camisas do blog Política com Pimenta para sortear entre os leitores do blog.

Espero que todos participem. Vai ser um prazer ir entregar o presente em mãos aos que vencerem. Será uma oportunidade de rever amigos ou mesmo de conhecer possíveis leitores que não conheço.

O que fazer para participar? Basta acessar o blog, comentar e esperar o comunicado. Escolherei os comentários que considerar mais pertinentes em relação aos posts aos quais se referirem. Simples assim.


Sinopse do livro O Menino de Pijama Listrado:
Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. 'O menino do pijama listrado' é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.


Grande abraço a todos!

PT empossa Ângela Portela para mais um mandato e comemora seus 30 anos

By Luiz Valério → quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010
Boa noite, meus @migos!

O PT de Roraima está em festa. A sigla comemora seus 30 anos.

A festa que se desenrola esta noite, na sede do partido, conta com a presença de figurões da sigla no Estado.

Além de comemorar os 30 anos do partido, os petistas macuxis também celebram a posse da deputada federal Ângela Porte como presidente regional.

Ângela Portela é, hoje, figura proeminente do PT roraimense. Parece-me uma daquelas mulheres que têm uma estrela que não para de brilhar.

Ângela, a dama do PT-RR

O ex-deputado estadual e atual superintendente do Incra, Titonho Bezerra, tomou posse como vice-presidente regional.

O diretório municipal será comandado no próximo biênio por Rui Baraúna, esposo da superintendente do Ibama, Nilva Baraúna.

A festa do PT local estava bonita.

Muita gente da sociedade local estava presente, como era o caso do deptuado estadual Flamarion Portela, esposo da deputada Ângela.

Também esteve por lá a ex-prefeita de Uiramutã, a coleguinha jornalista Florany Mota.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de Roraima, Gilvan Costa, e o secretário de Comunicação da Prefeitura de Boa Vista, Ivo Galindo se confraternizavam com os petistas.

Outros jornalistas também marcaram presença na comemoração vermelha.

Apresentações de números de dança e quadrilha junina davam o tom da animação.

O PT, não obstante os escândalos nos quais se envolveu nos últimos anos, ainda é um partido que desperta admiração em algumas pessoas.

Também, difícil é encontrar no Brasil uma agremiação política que tenha moral para criticar o PT. DEM? PSDB? Nem pensar.

É o que a minha santa mãezinha chamaria de "o sujo falando do mal lavado" e "o roto do esfarrapado".

Deixo aqui os meus parabéns aos petistas. E fico torcendo que tomem alguns goles de chá de "se mancol" para não fazer besteiras daqui pra frente.

Dos anais da história para os anais do sujeito

By Luiz Valério →

Gretchen Filme Estrada (trailer não oficial) from paschoal samora on Vimeo.

Depois do filme "Lula, o Filho do Brasil", vem aí o documentário "Gretchen Filme Estrada". A produção da Mixer é dirigida por Paschoal Samora e pela colega jornalista [estupenda jornalista, diga-se) Eliane Brum. O filme narra a última turnê e a primeira campanha política da rainha do rebolado, candidata a prefeita na Ilha de Itamaracá. Ou seja, depois de conferirmos a história de um líder político que entrou para os anais da história do Brasil, vamos ver na telona a saga de uma dançarina que viu muitas coisas entrar para os seus anais. Quando estiver pronto, vou dar uma conferida. Material com a assinatura de Eliane Brum é garantia de qualidade.

Falta de energia no interior dá gás para oposição

By Luiz Valério → terça-feira, 23 de fevereiro de 2010
A "Nota de repúdio dos moradores do cantá e Bonfim" publicada hoje na capa do jornal Folha de Boa Vista, em que moradores reclamam de abandono no que diz respeito ao fornecimento de energia nesses dois municípios, é emblemática do desgaste do Governo do Estado [e do governador Anchieta Júnior] no interior.

Energia é um elemento indispensável ao desenvolvimento de qualquer sociedade. No caso de Roraima, é um quesito indispensável ao bem-estar da população, devido ao calor infernal que faz nessa região.

Mas o governo tem se mostrado incompetente para resolver tal problema.

Quando da realização das conferências municipais de Cultura, eu estive atuando como voluntário, no papel de facilitador e palestrante, em vários municípios. Estive, por exemplo, em Normandia e Bonfim, onde os colapsos de energia são constantes.

Não falo de ouvi dizer nem de depoimento da boca de terceiros. Eu estive lá, eu vi. Eu senti na pele. Morar no interior sem energia elétrica para ligar um ventilador ou um ar condicionado ou para, no mínimo, ter luz elétrica em casa para afastar os piuns é desolador.

E o pior, quando os problemas requerem soluções inovadoras, o governo retroage no tempo e entrega a direção da Companhia Energética de Roraima (CERR),a pessoas que já passaram por lá e nada fizeram, a não ser aumentar um rombo até então impagável.

Mas não sejamos inocentes. Estamos num período pré-eleitoral e a nota de repúdio também tem um quê de intenção política.

Todos que vivemos o dia a dia da política roraimense temos conhecimento da popularidade de Neudo Campos nos mais longínquos rincões desse estado. Neudo, candidato declarado ao governo.


O fecho da nota é bem elucidativo quanto às suas intenções: "As eleições estão chegando, cuidem dos cidadãos! O povo do interior não perdoará. Queremos energia já!". 


Dizem que a circunstância faz o ladrão. 

Vou adaptar a frase para o momento: as circunstâncias podem fazer um vitorioso e um derrotado num pleito eleitoral. 

O momento não é bom para o governador Anchieta Júnior. E para alguns o pensamento é o de "quanto pior melhor" para que se possa tirar proveito político-eleitoral da situação.

Este ano, o embate político vai ser dar em várias arenas. E o trabalho de aquecimento já está começando.

Com as eleições na cabeça

By Luiz Valério →
Meus @migos,

A primeira sessão ordinária do ano na Assembleia Legislativa de Roraima não foi muito diferente das do ano passado, não.

Os deputados de oposição Flamarion Portela (PTC) e Ionilson Sampaio (PSB) discursaram, mostrando as falhas do governo e pedindo soluções para os problemas.

Portela guardou o discurso do governador José de Anchieta Júnior (PSDB), quando da abertura dos trabalhos legislativos de 2010, para usar em suas cobranças durante o ano.

Portela retomou as críticas ao governo logo na primeira sessão

A primeira cobrança foi sobre pagamento de salário dos servidores.

O governador disse que vai instituir uma política de pagamento que valorize os servidores públicos, mas alegou não ter folga de caixa para fazer isso agora.

Na sua fala de hoje, Flamarion Portela disse haver pelo menos 14% de margem que possibilita dar reajuste salarial para os servidores.

O deputado lembrou que fevereiro é o mês da data base dos servidores da Educação, por exemplo. Período de reajustar salários.

Outros parlamentares cobraram do governador Anchieta Júnior mais compromisso com os partidos aliados. Foi o caso do corregedor geral da Casa, Erci de Moraes (PPS).

Inonilson Sampaio disse que o governador rateou até a espinha dorsal do Estado em troca de apoio, contrariando sua promessa de não fatiar o governo entre aliados.

Em defesa da administração estadual, o deputado Jalser Rennier (DEM) - líder do governo na Casa - disse que o Estado não foi rateado. Houve apenas uma divisão de secretarias entre aliados.

O que dá no mesmo. Ou não?

Para ser a primeira sessão ordinária do ano, foi bastante quente, ainda que com os mesmos ingredientes do ano passado.

Ah, houve uma pequena mudança: os discursos, todos eles, giraram basicamente em torno do ano eleitoral. Mas isso já era previsível.

Até logo!

Cada um por si e Deus por ninguém

By Luiz Valério →
Daqui a pouco terá início a primeira sessão ordinária do ano na Assembléia Legislativa de Roraima.

O que será que os deputados tirarão das mangas nesse começo de ano eleitoral?

Qual será o teor dos discursos? Vamos aguardar para ver.

Na Câmara de Vereadores de Boa Vista também ocorrerá a primeira sessão do ano.

Será que os ânimos vão ficar mais acirrados naquela Casa este ano?

Em 2009 quase que alguns vereadores se esbofetearam no calor dos debates?

Como será este ano em que o lema é cada um por si e Deus por ninguém.

Um olhar estrangeiro sobre Roraima

By Luiz Valério → segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010
O jornalista e publicitário Alfredo Fedrizzi, que escreve o blog Todomundo, do portal gaúcho ClicRBS, está na região. Vai subir o Monte Roraima junto com uma equipe de mais 19 turistas e dois guias. Fedrizzi documentou a sua passagem por Boa Vista em posts intitulados: Uma capital no fim do mundo, Terra dos tamanduás, Alguma coisa de bonito na cidade, A máfia dos lotações, entre outros.


Nesse último post é que concordo inteiramente com o jornalista gaúcho. Eis o texto:

"Pergunto para moradores daqui qual a diferença entre taxis e lotações, já que vejo que são carros iguais uns aos outros. Só muda o que está escrito na porta. Até a cor branca é a mesma para todos. Eles dizem: taxi vai pra qualquer lugar, lotação tem trajetos fixos, e circulam com mais pessoas. Cobram R$ 2,50 por pessoa. Estranho. E os ônibus, pergunto? Quase não existem Não conseguem se sustentar, pois as lotações tomam conta de tudo. E a autoridade pública serve pra que?".

Absolutamente certo.


Abaixo, reproduzo outro post, Uma capital no fim do mundo, onde ele exprime o seu desencanto com a cidade. Não concordo com tudo o que ele diz, evidentemente. Mas não há como negar que ele tem razão em alguns pontos.

"Talvez os moradores de lá não gostem de um chamar a cidade deles assim. Mas nos dois dias em que fiquei em Boa Vista, vi pouca coisa interessante. A economia gira em torno do funcionalismo público. Quando sai pagamento, o comércio vai bem. Poucas pessoas nas ruas, prédios públicos novos mas de muito mal gosto arquitetônico, pra não dizer bregas. E muitos superdimensionados. Será que foi pra custarem mais caro e alguém ganhar em cima? Na beira do rio, chamado de Branco, fizeram uma coisa grotesca: colunas de concreto enormes, pra fazer uma praça suspensa. Muito concreto na beira do rio. Ali funcionam alguns restaurantes e um centro de artesanato. 


Circulei e não consegui achar nada bonito, que valesse a pena comprar. Por que não olham pra cultura regional, juntar isso com habilidades manuais da população e fazer algo autêntico e que interesse aos turistas? Quem sabe chamam a minha amiga Heloisa Crocco, artista e designer, que sabe muito fazer projetos para desenvolver um artesanato criativo?".


Sei que muita gente vai se sentir ofendida com as obervações do forasteiro [é assim que chamam todos aqueles que vêm de fora e fazem observações sinceras sobre Roraima]. Mas fazer o quê? Vivemos numa democracia onde gozamos do livre direito de dizer. Que maravilha que é isso!

O que falta para Roraima se tornar um estado melhor?

By Luiz Valério → domingo, 21 de fevereiro de 2010
Boa noite meus @amigos,


Exibir mapa ampliado

Vou responder aqui no blog a uma pergunta que me foi feita no meu perfil do Formspring.me (http:///formspring.me/LuizValerio), pela estudante de Jornalismo Ray Araújo (@RhayAraujo). A pergunte é: O que você acha que precisa mudar para que Roraima se transforme num estado melhor? E vou responder aqui exatamente porque não estou conseguindo subir as respostas na minha página do Formspring.me.

Bom, vamos à resposta então.

Com o meu olhar de forasteiro [adoro esse adjetivo que me atribuíram de forma pejorativa em 2004], penso que uma das principais mudanças deve ser dar na forma como os políticos encaram a coisa pública por aqui.

Na maioria demagógicos no discurso e hipócritas nas ações, os políticos locais tratam o bem público como se fosse particular. E isso é extremamente danoso para a população.

Por outro lado, é preciso elaborar políticas públicas de qualidade em todos os setores, que resultem na melhoria da qualidade de vida da população.

A representatividade política em nível municipal, estadual e federal também precisa melhorar. A bancada federal local é inexpressiva, apática. Mas aí a responsabilidade já é do eleitorado.

Os eleitores roraimenses precisam aprender a votar. E mais: precisam ser honestos com eles mesmos. A corrupção já se tornou tão comum que parte dos eleitores não vê erro nenhum em vender seu voto ou mesmo no fato de um ou outro político se apossar de recursos públicos, desde que reparta os recursos desviados com eles.

E isso ficou explícito no Caso Gafanhotos, o grande esquema de desvio de recursos da folha de pagamento do estado para servidores fantasmas. Esse esquema escandaloso sangrou os cofres públicos durante anos e envolveu agentes do Executivo e do Legislativo.

Muita gente fazia parte do esquema e estava satisfeita com isso.

Outro aspecto a considerar é a falta de projetos de desenvolvimento viáveis. Ao longo dos anos, desde que cheguei aqui em Roraima em 2002, tenho assistido a recursos federais (do Banco da Amazônia, da Caixa Econômica, etc) voltarem por falta de projetos exequíveis. Isso denota incompetência dos gestores.

Sendo assim, é preciso que ocorram mudanças profundas no comportamento dos políticos e dos eleitores para que Roraima se transforme num estado melhor, do ponto de vista do desenvolvimento sustentado.

Teria muitos outros pontos a citar, mas vou ficar por aqui para não alongar este post.

É isso.

Uma vaga, muitos pretendentes.

By Luiz Valério → sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010
Boa tarde @migos,

Como o próprio deputado Mecias de Jesus (PR) deixou transparecer ontem na sua entrevista à TV Roraima, o rompimento definitivo entre ele e o governador José de Anchieta Júnior (PDSB) é algo iminente.

Mecias de Jesus era o nome escolhido para ser o candidato a vice na chapa de Anchieta.

Mas o deputado continua sustentando sua candidatura ao Senado, provavelmente juntando-se ao grupo de Neudo Campos (PP).

Com isso, foi aberta uma séria de especulações sobre nomes credenciados e que querem se credenciar para ocupar o lugar de vice, na chapa de Anchieta ao Governo do Estado.

Temos, assim, um desfile de nomes.

Um dos mais comentados é o da ex-prefeita Teresa Jucá (PSB), que já deixou claro que não tem perfil de vice [em outras palavras, não quer ser vice de ninguém].

Aí, políticos que se consideram em ascenção fazem lobby para serem escolhidos pelo governador.

Alguns nomes: o deputado tucano Urzeni Rocha sonha em formar uma chapa pura com o governador.

O democrata Márcio Junqueira vive delirando em ser o escolhido.

Das bandas do PR, partido de Mecias de Jesus, o também deputado federal Luciano de Castro é outro que busca se credenciar para compor a chapa com o governador na sua corrida pela reeleição.

Menos expressivo, mas igualmente sonhador, corre por fora o deputado estadual Chico Guerra (PSDB) que, dizem os mais chegados, gostaria de ser o escolhido pelo governador para a composição da chapa.

Mas, diante de todo esse cenário de oferta e procura, pode surgir uma novidade de última hora.

Como costumo dizer, só o passar dos dias e as negociações de bastidores irão revelar o que vai ou o que pode acontecer.

Por enquanto é isso.

Duas entrevistas esclarecedoras

By Luiz Valério → quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010
Boa noite, meus @migos!

O governador Anchieta Júnior (PSDB) e o deputado Mecias de Jesus (PR) falaram línguas completamente diferentes em suas entrevistas para a TV Roraima.

Questionado pelo repórter sobre possível rompimento com o presidente da Assembleia Legislativa, Anchieta Júnior negou. Disse estar tudo bem

Anchieta Júnior afirmou que os comentários de rompimentos são boatos típicos de período pré-eleitoral.

O governador Anchieta nega rompimento. Mecias afirma haver desentendimento

Na sequência, na sua entrevista, o deputado Mecias de Jesus admitiu haver rusgas entre ele e o governador. E negou que esteja tudo bem.

Teria sido apenas um trabalho de edição? Difícil.

Quem cobre política em Roraima sabe, não é de hoje, que Anchieta e Mecias andam trocando farpas quando se encontram.

Ainda na sua entrevista Anchieta disse que o PR, partido de Mecias, é um parceiro do governo. Mas em nenhum momento citou o parlamentar.

Esse é o jogo da dissimulação política que só vai se definir quando chegar a hora da composição das alianças.

Não custa nada lembrar que na sessão de abertura dos trabalhos legislativos dessa manhã, o presidente da Assembleia Legislativa e o governador não se cumprimentaram nem se olharam.

São sinais claro de que as coisas não andam nada bem.

Uma frase que ouvi hoje pela manhã na Assembléia define bem a situação entre o presidente do Poder Legislativo e o governador: "a coisa está azeda entre os dois".

É isso.

Quatro anos em um

By Luiz Valério →
Meus @migos,

a medir pelo discurso de abertura do ano legislativo proferido pelo governador Anchieta Júnior (PSBD) Roraima, vai terminar o ano com uma infraestrutura de fazer inveja à Suíça.

Parece que o homem deixou para governar no último ano de mandato. Não por coincidência ano eleitoral.

O governador disse que ainda este trimestre vai ter início "o maior Programa de Pavimentação de Estradas Vicinais da História de Roraima".

Nada menos que 180 quilômetros de estradas vicinais serão asfaltados, conforme o gestor.

"É a primeira vez que um programa de asfaltamento de rodovia inclui as estradas vicinais", destacou Anchieta.

O governador falou da recuperação da calamitosa BR-174, que, segundo ele, "é uma estrada feita para durar". Realmente, o estado precário da rodovia já dura muitos anos.

Conforme Anchieta Júnior, o trecho sul da BR-174 que vai de Caracaraí ao rio Alalaú será pavimentado com Concreto Betuminoso Usinado a Quente. "Asfalto de primeira qualidade", garante ele.

A rodovia ainda passa [um trecho já está concluído] pelo alargamento da pista de nove para 12 metros e o asfalto terá espessura de sete centímetros.

O chefe do Executivo garantiu que será instalada banda larga para atender a todas as escolas de Boa Vista e às sedes dos municípios ao longo do trecho entre Pacaraima e Manaus.

Anchieta, que atropelou o calendário de pagamento e enfrentou greve de professores e servidores da saúde em 2009, disse que vai dar "uma resposta definitiva à questão salarial", instituindo uma "política de valorização de servidores e funcionários públicos".

Falou ainda das ações de modernização e ampliação do sistema de abastecimento de água e do sistema de esgotamento sanitário de Boa Vista. A meta é atender a população com 100% de água tratada até 2027.

Destacou também a aprovação das leis de Licenciamento Ambiental que vã garantir segurança jurídica aos produtores rurais. Etc. etc., etc.

Diante de tudo isso [ainda tem muito mais no discurso oficial], eu só tenho uma coisa a dizer: morram de inveja suíços, suecos, noruegueses... Roraima vai ser o único Estado do Brasil a entrar para o primeiro mundo em apenas um ano de gestão de Sir. Achieta Júnior.

Detallhes e coincidências da sessão de abertura do ano legislativo em Roraima

By Luiz Valério →
Terminou agora há pouco a sessão de abertura do ano legislativo na Assembleia Legislativa de Roraima.

Sessão marcada pelos discursos do presidente da Casa, Mecias de Jesus (PR), e do governador José de Anchieta Júnior (PSDB).

Marcada também por detalhes que apenas os olhares atentos puderam identificar.

Por exemplo: Mecias de Jesus e Anchieta Júnior não dirigiram a palavra um ao outro, não se cumprimentaram nem sequer olhares em qualquer momento da solenidade.

Mais: o discurso do presidente da Assembleia pareceu uma cobrança de ações positivas e o do governador uma resposta ao que foi cobrado pelo deputado.

Mecias falou da "demora em função da burocracia" para que seja  feita a regularização fundiária e a entrega dos títulos definitivos aos ocupantes dos lotes.

Frisou que a área plantada de soja diminuiu de 14 mil de alguns anos atrás para 1.500 hectares.

Disse também que não é possível mais "continuar apenas com boa vontade e discursos que, mesmo vindo do fundo de nossos corações não bastam para viabilizar economicamente o estado".

Já o governador ao discursar disse, no que poderia ser uma resposta, que "Já realizamos a transferência de 5 milhões de hectares de terras da União para o Estado e já regularizamos quase 500 propriedades, com a entrega do título definitivo".

O gestor admitiu que a área plantada de soja e arroz encolheu, mas que "a secretaria de Agricultura está trabalando para solucionar esses problemas, que requerem o apoio do governo federal".

Num sincronia inesperada com o discurso de Mecias de Jesus, o governador Anchieta Júnior afirmou que "Ninguém aguenta mais discurso. Nem nós mesmos, que temos no discurso uma ferramenta de trabalho".

Só lamento ter que informar uma coisa aos meus possíveis leitores: contraditoriamente, este será o ano dos discursos. Preparem-se.

Vereadores voltam às atividades amanhã

By Luiz Valério → quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010
Queridos @migos,

recebi agora há pouco um email da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Boa Vista, falando do retorno dos vereadores às atividades amanhã.

A abertura dos trabalhos, como de praxe, se dará com a mensagem do prefeito Iradilson Sampaio (PSB).

O que será que os vereadores vão nos mostrar este ano?

Pergunto isso porque 2009 foi um ano em que a Câmara quase foi transformada em ringue em várias ocasiões.

Teve situações em que os nobres vereadores, na ânsia de se dar bem defender os interesses do povo (?), quase foram às vias de fato.

Fico pensando o que vai rolar naquela Casa neste ano eleitoral.

Agora é que o jogo vai começar

By Luiz Valério →

Olá @migos,

Bom, finalmente o ano de 2010 vai começar.

Já que passou o carnaval e o seu consequente feriadão, agora penso que os brasileiros vão trabalhar de verdade.

O ano político [que é o que interessa a este blog mais precisamente] também só começa para valer agora.

A Assembléia Legislativa de Roraima voltou a funcionar nesta tarde quente de quarta-feira de cinzas.

A Câmara de Vereadores de Boa Vista retorna às atividades amanhã.

No Congresso Nacional a dinâmica de funcionamento é a mesma. Agora é que os debates se iniciarão.

Mas, a bem da verdade, como já falei noutra ocasião, este ano será perdido do ponto de vista político.

Isso é decorrência da Copa do Mundo e das Eleições.

Digo perdido no sentido de trabalho efetivo, pois os atores políticos estarão mais preocupados em se reconduzir aos cargos que ocupam.

Eu, cá deste espaço dedicado à provocação ao debate político, espero sinceramente que os eleitores demonstrem amadurecimento e votem consciente.

É isso. Grande abraço.

Poesia e política, tudo a ver [desde Gregório de Matos]

By Luiz Valério →
Meus @migos,

tomei conhecimento do blog Acroatico, mantido pelo jornalista Júlio Rodrigues,  por indicação do meu novo amigo Sandro Nine, que veio do Amazonas e se encontra aqui nesta terra macuxi.

De lá, pesquei o seguinte poema, por considerá-lo próprio para este ano de 2010:


"Pedras no caminho


O poeta disse em luzidio poema
que juntava pedras do caminho
para um dia construir um castelo.


Pedras do caminho
eu as colho e guardo
para um dia atirá-las
nos rostos de politicos
indecentes."

E você, quantas pedras vai recolher e guardar? Diga aqui nos comentários.

Análise 'fria e calculista' do cenário político de Roraima para a próxima eleição

By Luiz Valério → segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010
Boa tarde meus @migos,

Eu conversava agora há pouco com um amigo jornalista sobre a conjuntura política atual de Roraima e o que ainda pode acontecer daqui para frente. E chegamos à conclusão que ainda há uma enxurrada de acontecimentos que devem rolar por baixo da ponte.

Analisamos o seguinte quadro: o deputado estadual e presidente da Assembléia Legislativa, Mecias de Jesus (PR) foi à imprensa negar a sua desistência de concorrer ao Senado, mas isso [a desistência] é plenamente possível de ocorrer. Por quê? Primeiro, porque o deputado federal Neudo Campos (PP) pode vir a ser impedido de disputar a eleição ao governo. Como assim? Se o deputado estadual Jalser Renier (DEM) foi condenado pela Justiça Federal devido à sua participação em “Um governo infestado de gafanhotos”, Neudo, que era o comandante da tropa naquela época, também corre o risco de condenação. Aí a sua candidatura ao Governo de Roraima vai por água a baixo.

Nesse caso, Macias de Jesus poderia tentar se credenciar como possível candidato ao governo em substituição a Neudo. Aí surge um novo questionamento: ele tem dinheiro para sustentar uma candidatura? Eu não duvido que tenha. Mas, será que a Justiça Eleitoral vai deixar correr solto o uso abusivo de dinheiro? E de onde viria tanto dinheiro para turbinar uma candidatura alternativa ao governo contra a máquina administrativa que trabalha a todo vapor pela reeleição do atual mandatário? Quem vai bancar? São questões que só o tempo e as articulações de bastidores vão responder.


Tão logo retornei de viagem, recebi como primeira notícia do mundo político roraimense a possível desistência de Mecias à sua candidatura ao senado. Eu creio muito naquele ditado que diz que onde há fumaça, há fogo. Fiquei sabendo que Mecias de Jesus já admitiu a jornalistas que, caso não possa sair [ou não tenha como sair] candidato ao Senado, concorrerá à reeleição. Nesse caso, Mecias permaneceria no grupo governista [ele estava praticamente certo com Neudo Campos: o deputado "pepista" como candidato ao governo e ele, Mecias, ao Senado] e receberia a garantia do governador José de Anchieta Júnior de que teria a sua reeleição como presidente da Assembléia Legislativa assegurada.

Aí teria iníco o trabalho de construção da sua candidatura ao Governo do Estado para as eleições de 2014, quando o governador Anchieta Júnior terminaria [ou terminará, a depender do resultado das urnas] o seu segundo mandato e, assim, não poderia mais concorrer ao cargo novamente. A princípio, tudo isso são conjecturas, mas todas plenamente plausíveis.

Sabemos todos que a política é como uma nuvem no céu, uma hora apresenta uma configuração para logo em seguida assumir nova forma, totalmente diversa da anterior.

Sendo assim, nos resta apenas esperar para ver quais serão as definições que surgirão. Mas guardem bem a linha de raciocínio apresentada acima.

Você discorda do meu raciocínio? Diga porque nos comentários.

Grande abraço a todos!

Deputado roraimense é denunciado por peculato

By Luiz Valério → domingo, 14 de fevereiro de 2010


O deputado Chico Rodrigues, do DEM de Roraima, foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) ao Supremo Tribunal Federal, pelo crime de peculato, previsto no artigo 312 do Código Penal (CP). Esse tipo de crime, uma vez que o acuado venha a ser condenado, pode resultar em punição com penas que vão de dois a 12 anos de reclusão, além de multa. A denúncia contra Rodrigues foi aceitas por oito votos a um, pelo Plenário do STF.

Chico Rodrigues, um dos mais apagados parlamentares de Roraima, é acusado de ter beneficiado a si e a familiares com o direcionamento de R$ 1 milhão de recursos federais, obtidos mediante aprovação de emenda de sua autoria ao Orçamento Geral da União (OGU), destinado à implantação da cultura do café no município de São Luiz do Anauá, em Roraima. A decisão foi tomada no julgamento do Inquérito 2250, agora convertido em ação penal. 

Assunto antigo em Roraima, a ação contra Rodrigues resulta da destinação do montante de R$ 1 milhão, através de uma emenda parlamentar, à empresa Arte Tec, pertencente ao seu irmão, que é ex-prefeito do município de São Luiz do Anauá, no sul de Roraima. O irmão do deputado chama-se Emanuel Andrade da Silva. A sua cunhada, Andréa Cristina Batista Andrade da Silva, foi outra beneficiada com a transação.

Conforme a denúncia, a empresa Art Tec não realizou a maior parte dos serviços para os quais foi contratada, quais sejam: limpeza de área e preparo para o plantio de mudas de café – e ainda superfaturou o valor das mudas em 84%. Também foi rastreada uma movimentação financeira autorizada pelo ministro Joaquim Barbosa no Inquérito 2250, segundo o qual a empresa teria efetuado depósito nos valores de R$ 56 mil e R$ 22 mil em conta conjunta do deputado com um filho.

De acordo com o previsto no artigo 312 do Código Penal (CP), esse tipo de procedimento configura peculato. A descrição do crime, segundo o CP: "apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tenha a posse, em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio".

Argumentos da defesa são rejeitados

A defesa do parlamentar levantou preliminar, alegando que a coleta de provas foi ilegal e requerendo a extinção do processo por inépcia da prova, mas a maioria dos ministros do STF presentes à sessão de quinta-feira (11) rejeitou a alegação.

Os ministros rejeitaram também o argumento da defesa de que o MPF não provou que o dinheiro depositado pela Art Tec – hoje registrada no nome de dois filhos do parlamentar – em favor do deputado teriam como lastro dinheiro oriundo do contrato com verba federal. A defesa de Rodrigues diz que não há prova material de que os recursos teriam como origem verba pública e que sequer consta da denúncia qualquer prova dos seus emitentes. A defesa alegou ainda que o valor é diferente daquele recebido pela Art Tec da prefeitura de Anauá, nas datas de sua emissão.

Por fim, a defesa alegou que a denúncia contra o parlamentar resulta de preconceito contra a hoje desgastada classe política. E com isso, segundo ela, acaba violando garantias individuais asseguradas pela Constituição Federal (CF).

Leia mais sobre o assunto aqui. (Com informações do site do STF)

Crédito da foto: ParlaTube

Dez notas rápidas sobre questões cruciais

By Luiz Valério → sábado, 13 de fevereiro de 2010
[1] Ontem o prefeito Iradilson Sampaio (PSB) e o seu irmão, deputado Ionilson Sampaio (PMDB) estavam na abertura do Carnaval de Boa Vista. Distribuiam cumprimentos para todos, afinal é ano de eleição.

[2] Está um tanto controversa essa história da desistência de Mecias de Jesus (PR), da sua candidatura ao Senado. Fontes várias afirmam que ele teria acordado com o governador Anchieta Júnior (PSDB) continuar no grupo e se contentar em sair candidato a reeleição.

[3] Conforme os comentários, Mecias teria aceito o apoio do governo para se reeleger presidente da Assembléia Legislativa. O parlamentar nega.

[4] Também me dizem que o sonho do governador José de Anchieta Júnior (PSDB) é ter a ex-prefeita Teresa Jucá como sua candidata a vice. Faz algum tempo que me citaram o nome do deputado federal Luciano Castro (PR) como provável candidato a vice de Anchieta.

[5] Mas também há comentários de bastidores que apontam para o abandono do barco governamental pelo sempre oportunista senador Romero Jucá (PMDB).

[6] Seria bom se a Justiça roraimense agisse como a de Brasília. Muito "neguinho" que não tem dó nem piedade dos recursos público iriam parar numa hospedaria especial.



[7] O deputado Jalser Renier (DEM) foi condenado pela Justiça Federal a seis anos e oito meses de prisão em regime semi-aberto por crime de peculado, resquício do "Caso Gafanhotos". O o deputado federal e candidato ao Governo do Estado Neudo Campos, vai escapar ileso?

[8] Mas teve muito mais gente envolvida nesse escândalo, como vai ficar a situação desse pessoal?

[9] Roberto Arruda, (DEM), governador de Brasília, está atrás das grades. Este deveria ser o destino de todos os políticos corruptos.

[10] Na eleição passada, muitos políticos roraimenses foram flagrados com volumes de dinheiro em seus carros e comitês eleitorais. Mesmo assim, escaparam ilesos das garras da justiça. Por que será que se usa de dois pesos e duas medidas nesses casos? E como será este ano, a Justiça vai continuar cega, surda e muda?

Ministro das Comunicações beneficia Jucá com transferência de concessão da TV Caburaí

By Luiz Valério → sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O Diário Oficial da União (DOU), de 25 de janeiro de 2010, publicou a Portaria 1.030, assinada pelo ministro das Comunicações, Hélio Costa (PMDB), beneficiando o senador Romero Jucá, também do PMDB, com a transferência da concessão do canal 8 de televisão (TV Caburaí) conferida à Fundação de Promoção Social e Cultural do Estado de Roraima para uma outra entidade. A nova organização a explorar a concessão é a Burutis Comunicação Ltda. Qual seria mesmo o objetivo dessa transferência? A Portaria do ministro não diz nada sobre isso.

O documento assinado pelo ministro Hélio Costa diz que a Buritis Comunicação Ltda fica autorizada a "executar, os serviços de Retransmissão e de Reprodução de televisão, ancilares ao serviço de Rádiodifusão de Som e Imagem, em caráter primário no município de Boa Vista, com a utilização do Canal 8".


Eu posso até estar enganado, mas essa transferência de concessão de um canal de televisão de uma organização para outra é ilegal. Esse procedimento do Ministério das Comunicações ocorreu praticamente como um processo de transferência privada. Transferiu-se uma concessão de uma organização para outra sem qualquer fiscalização da autoridade pública.

Um caso parecido com este aconteceu em 2002, quando o então ministro das Comunicações Juarez Quadros do Nascimento cancelou a concessão de televisão dada ao apresentador Gugu Liberato, devido a mudanças na composição societária da entidade beneficiada - a Pantanal Som e Imagem, do Mato Grosso, que pertenceu oficialmente a a Gugu até o dia 23 de março de 2006. Mas o mesmo ministro Hélio Costa resolveu assinar a liberação da concessão naquele ano.

Agora, novamente Hélio Costa fecha os olhos para a legislação que trata da regulamentação do serviço de rádio difusão no Brasil e beneficia Romero Jucá, um dos caciques do seu partido, o PMDB, com a transferência da concessão da TV Caburaí da Fundação de Promoção Social e Cultural do Estado de Roraima para a Burutis Comunicação Ltda.

Os donos das ondas continuam fazendo o que bem entendem com as concessões públicas.

O blog está de cara nova

By Luiz Valério →
Como vocês podem ver, o blog está de cara nova. Encomendei uma logo nova ao meu amigo Davi Eugene, um dos melhores designers que conheço, para comemorar o três anos do blog com a denominação de Política com Pimenta. (Para quem não sabe, mantenho o blog desde 2003 e ao longo dos anos mudei bastante sua denominação, até que encontrei a fórmula que considero ideal para mim: análise e crítica política com um tom apimentado. Daí a denominação da página.

As novidades do blog eu já detalhei em algumas postagens no Twitter. Vou resgatar algumas delas:

valerio34 Aproveitando o tempo para redesenhar o blog por completo. Faça uma visita e veja as mudanças. O A logo nova está sendo trabalhada


valerio34 Pra ver as alterações acesse www.luizvalerio.blogspot.com. Mudei o sistema de comentários do blogger p/ do http://disqus.com/. + interatividade


valerio34 O novo sistema de comentários funciona em conexão com as redes sociais Twitter e Facebook. Espero que gostem.


Como vocês podem perceber, também inseri na coluna da direita contadores de posts, de seguidores do Twitter e dos comentários. Outra alteração foi feita nas cores do blog, passei a usar o fundo branco para postagens e links em vermelho.


Atualização - sábado, 23.02 às 10h38: Depois de muitas pesquisas e tentativas, também consegui inserir o menu de abas na coluna da direita, que dá um ar mais profissional ao blog. Os títulos da sidebar (coluna da direita) também foram personalizados com um fundo vermelho e as letras em branco. E, finalmente, inseri o menu horizontam, com algumas informações e canais de contato comigo.

Esta é versão 2010 do blog.



Depois falo mais das novidades. Tomara que gostem da nova cara.

Estou voltando para agrado e desagrado de muitos

By Luiz Valério → segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

@migos e @migas, homens e mulheres de bem, políticos honestos e desonestos, corruptos, corruptores e corrompidos, quem me gosta e quem me desgosta, quem sente saudades e quem quer me ver pelas costas, aviso que estou voltando. Eu, o boca maldita, o forasteiro, o pedante, o sem papas na língua, estou fazendo o caminho de volta do Ceará para Roraima. Neste ano de eleições teremos muita coisa para discutir aqui no blog. Será um ano muito bom para conversas e troca de idéias na web. Quem tiver ouvidos para ouvir, ouça; quem tiver olhos para ver, veja; quem tiver boca para ler, leia; e quem quiser me repassar informações estarei aqui, pronto para escrever tudinho, tudinho. Até breve. : )

Pais e filhos (e as minhas justificativas)

By Luiz Valério → sábado, 6 de fevereiro de 2010
Olá, meus queridos @migos!

Ontem não atualizei o blog, como você puderam perceber. É que nesta viagem de férias estou dedicando um bom tempo aos meus filhos, motivo maior da minha vinda até Juazeiro do Norte. Estava morrendo de saudade dos meus pequenos. Assim, a tarde de ontem foi integralmente dedicada a eles, o que me impediu de empreender pesquisa de algum assunto relevante para comentar aqui no blog.


Também fui rever alguns amigos de rádio e trocar umas ideias sobre o mercado local. Todos esses fatores juntos me impossibilitaram de postar algum texto legal aqui. As primeiras linhas de hoje foram escritas apenas para dar essa satisfação, como prova do respeito que tenho por vocês, razão de ser deste blog.

Em breve estarei retornando à minha lida diária em Boa Vista. Este será um ano que exigirá muito de todos nós que trabalhamos com comunicação, pois temos Copa do Mundo e eleições para acompanhar. Mas por outro lado, isso significa que teremos muitos assuntos saborosos e outros indigestos para comentar.

Estarei cá neste meu cantinho costumeiro, emitindo meus pitacos sobre as "acontecências". Até logo e sintam-se todos devidamente abraçados. :)

Coronéis processados em Roraima. O tempo é o senhor da razão

By Luiz Valério → quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010
A condenação, pela Justiça Federal, de 14 integrantes da Polícia Militar de Roraima, na sua maioria oficiais, sob acusação de improbidade administrativa durante a gestão do ex-comandante Arnóbio Lima Bessa (2001 e 2003) na verdade demorou muito. O processo que tem o nº 2005.42.00.002485-9 é composto por mais de seis mil páginas e é oriundo de uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF).

Os outros condenados foram os coronéis Mozart Paulo da Silva Júnior (ativa), Ben-Hur Gonçalves (reserva), Márcio Santiago de Morais (reserva); os tenentes-coronéis Vasco Jones, Ronan Marinho, Dílson Rogério Diforene Vaz, Valdinar Carvalho Guimarães, Wilson Nunes Pereira (ativa) e o major Eliabe de Souza Campos.

Além da coronelada, ainda receberam condenação da Justiça Federal os sargentos Claudionor Cavalcante Araújo (ativa), José Antonio dos Santos Chaves (ativa), Linaldo Medeiros do Nascimento (reserva) e o sargento do Corpo de Bombeiros José Carlos Lima Vilhena (ativa). Outros cinco oficiais da PM foram inocentados das acusações.

Lembro-me bem que quando eu trabalhava num jornalão local, recebi de mãos beijadas todo o dossiê fartamente documentado com os passos em falso dados pelo coronel Arnóbio Lima Bessa, uma bomba feita à base de nitroglicerina pura. Mas fui impedido de publicar orientado a não publicar pelo então patrão, uma vez que o coronel denunciado tem laços de parentesco ou coisa que o valha com ele. Na discussão sobre se escreveria ou não a matéria, o calhamaço de papel acabou por ficar com o publisher.

Mais de cinco anos depois, eis aí a bomba: Arnóbio Venício Lima Bess (hoje na reserva) e mais uma curriola um time inteiro de oficiais hoje estão condenados pela justiça por improbidade administrativa. Uma coisa é certa: a verdade pode ser ocultada por um período curto ou longo de tempo, mas não o tempo todo. Mais cedo ou mais tarde ela vem à tona. E aí a casa cai.

Caso o material tivesse sido publicado naquela época, certamente o processo judicial teria sido instaurado há mais tempo e a sentença já tivesse saído também. O dever da imprensa é publicar informações que dizem respeito ao zelo ou à falta deste para com a coisa pública. Quando verdades são engavetadas, os danos continuam sendo perpetrados. Quem sai perdendo com isso é a população e os leitores.

Veja a íntegra do processo clicando aqui.

Parque Nacional do Lavrado: novo moínho de vento a mobilizar os políticos roraimenses

By Luiz Valério → quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

O ano legislativo começou no Senado com os parlamentares roraimenses demonstrando preocupação com a possibilidade de criação do Parque Nacional do Lavrado (PNL). Agora há pouco, o senador Augusto Botelho (PT) fez novo pronunciamento na tribuna da Casa, criticando a proposta de criação do PNL, que constituiria uma nova reserva no estado de Roraima.

O senador roraimense disse que, se efetivada, a medida prejudicará os agricultores que vivem e trabalham em Serra da Lua, região que fica dentro da área que compreende parque proposto. Botelho observou que muitos desses agricultores se mudaram para Serra da Lua depois de serem expulsos da reserva indígena Raposa Serra do Sol.



“A maioria deles são pequenos produtores que têm quinhentas, cem, quarenta ou trinta cabeças de gado e vivem da agricultura familiar", registrou. Segundo o senador, “tirar essas pessoas de novo de suas terras pessoas que já haviam sido tiradas de Raposa Serra do Sol é brincar com o povo da minha terra”. 
O parlamentar do PT sugere que em vez da criação de uma nova reserva para a preservação do lavrado (que ele descreveu como uma espécie de "cerrado com menos árvores"), tal reserva poderia ser criada dentro das reservas indígenas já existentes, "inclusive porque o Supremo Tribunal Federal já observou que não há incompatibilidade entre preservação e área indígena".


Comentário do editor

Neste ano de eleições, muitos serão os atores políticos com e sem mandato a usarem esse discurso contra a criação do Parque Nacional do Lavrado como trampolim para conquistar algum cargo eletivo ou tentar permanecer nas casas legislativas em que estão. Como eu já disse em outra oportunidade, este é o novo moinho de vento contra o qual os “Quixotes do gogó” travarão sua luta, na falta do argumento antes usado à exaustão que era a homologação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol. Em Roraima, todos usam do mesmo discurso, tentando criar um clima de tensão para conquistar coração, mente e votos dos eleitores incautos.


Com informações da Agência Senado

Chega de censura a blogs, blogueiros e jornalistas. Liberdade de expressão já!

By Luiz Valério → terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Mais um blog político brasileiro está sob censura. Atendendo a ação movida pelo deputado estadual Martinho Carmona (PMDB) contra o jornalista e blogueiro Augusto Barata, a 1ª Vara do Juizado Especial Civil de Belém do Pará, concedeu liminar ao. Autor da página "Blog do Barata". Por decisão judicial, o blogueiro e ex-editor de O Liberal está proibido de mencionar o nome do político em veículos de imprensa e sites pessoais. A autora da liminar é a juíza Luana de Nazareth Santalices, de Belém, que determinou ao jornalista e blogueiro se abster de "fazer qualquer alusão, referência ou ilação à imagem do reclamante (Martinho Carmona), direta ou indiretamente,em matéria pela internet ou qualquer outro meio de comunicação; de fazer quaisquer menções à pessoa do autor, seja em nome ou alcunha dele (Martinho Carmona, pastor Carmona, deputado pastor, Carmona ou qualquer outra forma que o reclamante possa ser identificado".

A liminar concedida pela juíza Luana de Nazareth é parte de ação movida por Carmona contra Brarata, alegando por danos morais. O parlamentar quer o pagamento, pelo blogueiro, de sessenta salários mínimos a título de reparação por comentários do jornalista em seu blog. O deputado teria considerado ofensivos os textos publicados no blog contra ele, o que motivou a ação.

Há uma audiência marcada para o dia dois de março, no Juizado Especial de Belém, quando o andamento do caso será definido. Porém, desde já, acredito que a blogosfera política deve se unir contra mais este caso de censura contra blogs no Brasil. Geralmente políticos metidos em falcatruas ou que tem uma conduta parlamentar reprovável recorrem à justiça para calar as vozes que tem coragem de denunciar seus desmandos ou criticar suas ações. O caso emblemático de censura contra blogueiros é o da jornalista amapaense Alcinéa Cavalcante que, processada pelo senador José Sarney (PMDB-AP) tem uma dívida astronômica por multas impostas pela justiça daquele estado. Outro caso recente foi o da blogueira do Mato Grosso Adriana Vandoni, também calada pela justiça. Onde vamos parar? Digamos, todos nós, um NÃO BEM GRANDE à censura e aos censores. Liberdade de expressão já e sempre!


Fonte: Portal Imprensa

Leia mais sobre o assunto aqui:

Justiça do Pará proíbe blogueiro de citar nome de deputado estadual

MAIS UM BLOG CENSURADO. O p&p declara total apoio ao jornalista Augusto Barata

Todos esses blogs também se manifestaram contra a censura sofrida pelo jornalista Augusto Barata:


http://caranovanocongresso.blogspot.com/
http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/
http://puteiro-nacional.blogspot.com/
http://direita-ja.blogspot.com/
http://pelofimdosenado.blogspot.com/
http://bloggersemacao.blogspot.com/
http://betocritica.blogspot.com/
http://betocritica.blogspot.com/
http://eternoconflito.blogspot.com/
http://ppavesi.blogspot.com/

Quem você acha que vai se reeleger deputado federal por Roraima? Responda a enquete

By Luiz Valério →
Bom dia meus queridos @migos,


Hoje deixo o convite para que você vote na enquete sobre quem, na sua opinião, vai se releger deputado federal no pleito deste ano. Dos oito deputados federais de Roraima em quem você aposta suas fichas. Qual ou quais deles honraram o mandato e merecem ser reconduzido(s à Câmara dos Deputados por mais quatro anos?

Só para lembrar, em 2006 as urnas revelaram o seguinte resultado, com o deputado Neudo Campos sendo o campeão de votos para representar Roraima em Brasília:

[1] Neudo Campos (PP) - 16.211 votos (8,49% dos votos válidos)
[2] Márcio Junqueira (PFL) - 15.468 votos (8,1%)
[3] Luciano Castro (PL) - 12.286 votos (6,43%)
[4] Chico Rodrigues (PFL) - 11.383 votos (5,96%)
[5] Urzeni (PSDB) - 9.655 votos (5,06%)
[6] Angela Portela (PTC) - 9.429 votos - (4,94%)
[7] Maria Helena (PSB) - 8.460 votos (4,43%)
[8] Édio Lopes (PMDB) - 8.153 votos (4,27%)

Só mais algumas observações: apesar de ter inserido o nome de Neudo Campos na enquete dos possíveis de serem reeleitos para o cargo de deputado federal nas eleições deste ano, é mais que provável que ele se lance candidato ao Governo do Estado, como ele mesmo deixou me claro na entrevista concedida a este blog no último final de semana. Vale salientar que nos bastidores políticos de Roraima, comenta-se que a deputada Maria Helena Veronese (PSB) poderia vir a ser candidata a vice, na chapa de Neudo, e que o deptuado federal Luciano de Castro (PR) é um dos cotados para compor a chapa junto com o governador José de Anchieta Júnior (PSDB) também como candidato a vice. Tudo conjectutras. Ainda.

*************

Continuo dando uma arrumada na casa, com a intenção de deixá-la ainda mais agradável para recebê-lo, sempre pensando no seu conforto visual. Para isso, instalei um widget (recurso) que possibilita a você, caro leitor, escolher o tipo e o tamanho da fonte dos posts (artigos). Dessa forma, se a fonte original do blog lhe parecer pequena ou pouco legível, vá na coluna à diteita e logo abaixo do formulário da enquete para escolher o tipo de fonte e o tamanho que for mais confortável à sua leitura. Com apenas dois clics está tudo feito. Espero que goste da novidade.

Um pouco mais sobre a falta de compromisso dos parlamentares brasileiros

By Luiz Valério → segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010
Numa comparação com ano de 2008, os parlamentares brasileiros que mais faltaram às sessões no ano passado aumentaram em mais de 2 mil suas ausências em votações plenárias em 2009. No ano passado, os deputados que exerciam seus mandatos totalizaram 7.643 faltas. Para 1.666 delas não foi dada qualquer explicação. As trocas e posses dos suplentes ocorridas no ano passado fizeram com que passassem pela Câmara dos Deputados 553 parlamentares, que foram responsáveis por 9.820 ausências. O dado que pode ser considerado “positivo” é que houve queda no número de ausências não justificadas. Estas totalizaram 1.066. A justificativa “licença médica” ou “missão oficial autorizada” somaram 8.788, entre 48.985 presenças em dia de votação em plenário. A contagem da presença dos parlamentares é feita apenas nos dias em que há esse tipo de votação. No total, foram 115 sessões deliberativas.


O deputado Eudes Xavier(foto acima), do PT do Ceará, minha terra natal e onde me encontro agora, também está entre os mais faltosos. O parlamentar faltou a 41 das 115 sessões deliberativas realizadas em 2009, o que representa 35,7% do total. Também justificou todas as faltas.

Comentário do Editor

Essa quantidade de faltas só mostra o quanto os nossos políticos são descompromissados com o mandato que lhes foi confiado. A justificativa "licença médica" é o caô mais utilizados pelos políticos que exercem algum mandato eletivo para faltar às sessões por dias seguidos. Digo isso porque tenho experiência de mais de uma década de cobertura política e já fui repórter setorista de várias casas legislativas em nível municipal e estadual. Por isso que sempre aconselho aos eleitores a fiscalizarem de perto o desempenho dos deputados nos quais votaram.

Com informações do site Congresso em Foco

Deputado Urzeni é um dos mais faltosos do país

By Luiz Valério →

O deputado federal por Roraima Urzeni Rocha (psdb) está na lista dos 41 deputados mais faltosos do país no ano de 2009, conforme levantamento feito pelo site jornalístico Congresso em Foco. Veja lista completa. Urzeni faltou a 44 (38,3%) das 115 sessões realizadas na Câmara dos Deputados, no  ano passado. Todas as faltas do deputado foram justificadas junto à Mesa Diretora da Casa. Urzeni passa parte do seu tempo fazendo lobby em Roraima, junto ao governador José de Anchieta Júnior, para abocanhar pastas na administração estadual. As mudanças realizadas na Secretaria de Saúde e na Agricultura, recentemente, foram motivadas por pressão do deputado. Com seu jeito "afável" de ser, o nobre parlamentar não pede. Simplesmente "chuta a porta" e manda.

Vale lembrar que estamos vivendo um ano eleitoral e, certamente, o deputado Urzeni vai sair por aí pedindo votos as eleitores. Aproveite, anote o email do deputado que consta na foto acima e escreva pra ele exigindo um pouco mais de compromisso com o mandato que lhe foi confiado. A isso se chama exercício da cidadania.

Crédito da foto: ParlaTube

Neudo diz que dinheiro de empréstimos feitos pelo governador Anchieta será gasto na campanha

By Luiz Valério →
Boa tarde @migos de Roraima,

Na entrevista concedida a este blog, que se encontra postada logo abaixo, o deputado federal Neudo Campos se refere ao endividademento do Estado de forma enfática.

Diz ele que "700 milhões terão de ser pagos pelo povo de Roraima nos próximos 20 anos pelo criminoso empréstimo que será gasto neste ano eleitoral".


Muitos atores políticos de Roraima têm contestado os empréstimos feitos pelo governador José de Anchieta Júnior (psdb).

Quero apenas dizer ao governador que este blog está à disposição para entrevistá-lo também. É uma oportunidade para esclarecer as coisas.

É só seus acessores manifestarem interesse do governador em responder meus questionamentos, que envio as perguntas para serem respondidas.

Estou no aguardo.