Liberdade de expessão: poderosos precisam aprender a ser democráticos

By Luiz Valério quarta-feira, 17 de março de 2010

O mundo mudou. Roraima também está mudando.

Em 1982, o jornalista João Alencar foi assassinado. Naquela época a imprensa era mantida subjugada e quem dava as cartas eram os coronéis, generais e brigadeiros de plantão. O ditado corrente parecia ser: jornalista bom é jornalista morto.

Desde o assassitado de João Alencar até os dias de hoje passaram-se 28 anos. Nesse meio tempo ganhamos uma nova Costituição Federal, em 1988, que é uma das mais avançadas do mundo no que diz respeito à garantia dos direitos  e liberdades individuais. É a nossa carta cidadã.

Um pouco mais adiante, no final dos anos 1980 e início dos anos 1990, surgiu a internet comercial [a internet com finalidades científica e militar já existia há bem mais de 20 anos], que veio causar uma revolução na economia e nos processos de comunicação em todo o mundo. Os jornais impressos ganharam versões feitas de bites e puderam, assim, alcançar um público bem maior em todo o mundo.

Dessa forma, aqueles que estavam acostumados a praticar atentados às liberdades individuais, a malbaratar os recursos públicos, a praticar atos de violência e a terem seus atos encobertos durante longo tempo, recebiam um cruzado de direita, pois as notíciais sobre suas façanhas alcançavam agora lugares nunca dantes imaginados. E num piscar de olhos.

Mais um pouco e vieram os blogs [há controvérsias sobre a data exata do surgimento dessa não mais nova mídia. Fala-se em 1991, 1995 e 1996 e por pessoas e em situações diferentes], provocando uma nova revolução nos processos comunicativos e inserindo o cidadão comum na arena do debate público de temas que antes eram restritos apenas aos jornalistas e aos proprietários de veículos de comunicação.

O tempo avançou mais um pouco e vieram as redes sociais. A primeira festiva e questionável: o Orkut. As que se seguiram, mais úteis, diria mesmo revolucionárias. É o caso do Twitter.

Desde que a denúncia do atentado ao editor-chefe do jornal Monte Roraima foi publicada aqui neste blog, o Twitter virou um centro de debate sobre o tema liberdade de expressão. E logo surgiu mais um caso de atentato à liberdade de expressão: a jornalista Andrezza Trajano [@andrezzatrajano] está sendo processada por emitir a sua opinião pessoal sobre o Governo de Roraima.

Juntos, os casos de Amílcar Júnior [@amilcar_junior] Andrezza [@andrezzatrajano] dominam o debate da twittosfera roraimense há dois dias seguidos. É uma demonstração da força e da importância dessa rede social, quando bem utilizada para defender idéias construtivas e para praticar cidadania. [Acompanhe o debate no Twitter com @JesseSouza, @oiranbraga, @valerio34, @cyneida @JohannTadzio, @JotaRR, @BenttesRR, @CintiaSchulze, entre tantas outras vozes].

Os detentores de poder precisam entender que vivemos um novo tempo. Na era digital nada mais passa desapercebido. Ameaças contra jornalistas são ações muito pouco inteligentes. A propagação das informações acontece de forma muito mais rápida e logo se forma um exército em defesa dos ameaçados.

Os políticos que ainda não assimilaram os ensinamentos e hábitos civilizados do sistema democrático precisam fazer um curso intensivo urgente, se quiserem sobreviver como tal. E mais: terão de entender que os tempos são outros e que não há censura possível nesses tempos de comunicação em rede.

Quando se tenta calar um jornalista com ameaças de processo ou de morte, centenas de outras vozes se levantam para gritar em seu nome e para defendê-lo. Ignorar isso é pedir para cair na vala do esquecimento, depois de ter tido suas ações pouco inteligentes criticadas, expostas e combatidas à exaustão.

Technorati Marcas: blog. blogosfera política,twitter,twitosfera,liberdade de expressão,liberdade de imprensa

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Liberdade de expessão: poderosos precisam aprender a ser democráticos "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.