Governo de Roraima: um caso de plágio institucional

By Luiz Valério terça-feira, 23 de março de 2010
O dicionário Houaiss dá a seguinte descrição para plágio:

Substantivo masculino; ato ou efeito de plagiar; Rubrica: termo jurídico. apresentação feita por alguém, como de sua própria autoria, de trabalho, obra intelectual etc. produzido por outrem;
Plagiar: verbo transitivo direto; apresentar como da própria autoria (obra artística, científica etc. que pertence a outrem) Ex.: plagiou todas as suas canções de sucesso; Transitivo direto: fazer imitação de (trabalho alheio)
Pois bem, indetifiquei um caso escrachado de plágio institucional em campanhas dos governos de Roraima e do Tocantins. Lembram daquelas peças publicitárias com a rubrica “Roraima Acelera”? Foi por causa dessa campanha que o governador José de Anchieta Júnior ganhou no Twitter o apelido “Juninho Acelera”. Sabiam que o Governo do Tocantins também usa o mesmo slogan desde setembro de 2009?

roraimacelera
Curiosamente o Governo de Roraima também criou a campanha "Acelera Roraima". Mera coincidência?
Vejam as ações do Governo do Tocantins com a rubrica Acelera Tocantins para constatar. No Jornal do Tocantis é possível ver um banner no topo da página onde está bem explícito o slogan Acelera Tocantins muito parecido com que foi usado pelo Governo de Roraima. Agora vem a pergunta: quem copiou quem? Já tivemos um caso de plágio feito pelo departamento de Marketing do Governo de Roraima que copiou uma logomarca do Governo do Pernambuco que deu muito o que falar.

Cumprindo com o meu dever de apurar os fatos, fui em busca de informações para poder escrever este post. Conslultei o jornalista Lailton Costa, editor de Política e Opinião do Jornal do Tocantins sobre o caso. Eu quis saber dele quando o Governo do Tocantins começou a usar esse eslogan.

Eis a sua resposta:
O slogan do governo estadual foi cunhado em setembro do ano passado, quando o então deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Carlos Henrique Amorim (PMDB) – conhecido como Carlos Gaguim (corruptela de ‘gaguinho’, dado o problema de dicção), assumiu o poder estadual após a cassação do ex-governador Marcelo Miranda (PMDB) por abuso de poder político nas eleições de 2006.
Desde então, o verbo “acelerar” tem sido utilizado em quase todos os programas ou ações do governo estadual. Exemplos: o slogan do Salão do Livro é “A leitura acelera a educação”, o programa “Caravana Acelera Tocantins”, que percorre municípios do interior do Estado,entre outros. Para comprovar, acesse o endereço http://www.secom.to.gov.br/ e verá diversas referências ao slogan.
É só visitar o link indicado por Lailton Costa que será possível verificar tudo o que estamos afirmando aqui. Eu fui lá e constatei. No site do governo tocantinense tem até opção de download de jingle para a campanha Acelera Tocantins. Você pode ver na figura abaixo.


aceleratocantis
O site do Governo do Tocantins oferece a opção de dowuload do jingle "Acelera Tocantins"
Porque será que é tão dicícil criar algo original, novo, resistindo à tentação de e sair copiando as ideias dos outros? O caso de plágio da logomarca usada pelo Governo do Pernambuco já pegou mal e agora mais essa?

Technorati Marcas: administração pública,recursos públicos,comunicação
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

2 comentários to ''Governo de Roraima: um caso de plágio institucional"

ADD COMMENT
  1. Acelera Anchieta!! Cara, é uma lambança atrás da outra. Não sei em quem esse Governo se inspira para dar tanta mancada.

    ResponderExcluir
  2. Wirismar,

    Fico me perguntando: como pode um governo só cometer tantos atropelos? Uma equipe tão grande de assessores de Comunicação, etc., mas o índice de mancadas cometidas daria o primeiro lugar no Guiness Book. É deveras lamentável.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.