Membros de partidos ‘flagrados’ com filiações duplicadas

By Luiz Valério sexta-feira, 9 de abril de 2010

Meus @migos,

Hoje caí em campo para fazer uma matéria sobre a mudança realizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no programa de filiação partidária, criando o sistema online “FiliaWeb”.

Fui informado por uma fonte que essa alteração no processo de filiação acarretou em problemas para as siglas, devido ao fato do novo método cruzar dados e ter desconsiderado desfiliações realizadas desde o início da década de 1990.

Em Roraima milhares de duplas e triplas filiações foram detectadas, ocasionando problemas para partidos como PSDB, que teve mais de 100 dupla filiações “flagradas” pelo novo sistema, o PSH, que teve mais de duas dezenas, e o PSB, que em menor escala, apenas duas. Imaginemos o número de filiações, desfiliações e refiliações ocorridas nessas últimas duas décadas.

Pois é, o sistema FiliaWeb cruzou todas as informações, o que resultou nas tantas e tantas duplas e triplas filiações.

Ao detectar as filiações diplicadas e triplicadas, o novo sistema online anulou automaticamente o registro de todos os membros de partidos que estavam nessa situação, ainda que involuntariamente.

Mesmo diante desse conflito de informações, os dirigentes partidários consideram que o novo sistema de filiação trará facilidades para os dirigentes das siglas, uma vez que eles mesmos operarão o FiliaWeb.

Colhi a informação no Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) que doze dos 28 partidos que têm diretórios constituídos em Roraima ainda não aderiram ao sistema e continuam fazendo as filiações manualmente, apesar de terem sido informados pelo TRE sobre a mudança realizada em outubro de 2009.

Conversei com Marcelo Alt Diniz, chefe de apoio às zonas eleitorais do TRE, e ele disse que a não adesão ao sistema FiliaWeb pelos partidos por fazer com que eles percam o prazo para apresentação de listas de filiados à Justiça Eleitoral.

O último dia para cumprir com essa obrigação é 14 de abril. Caso não apresentem a nova lista, valerá a última entregue ao TRE.

Conforme o servidor da Justiça Eleitoral, o motivo dessa não adesão de alguns partidos ao FiliaWeb é o fato de algumas siglas não terem estrutura interna para fazer a operacionalização do sistema.

“Tem partidos que há mais de um ano não atualizam sua lista de filiados”, observa Marcelo Alt.

Ele afirma que os filiados precisam verificar sua situação junto ao site do TSE (www.tse.gov.br) para que possa se regularizar.

“Há como reverter a situação desde que o filiado prove que não incidiu em dupla filiação”, diz Alt. As siglas partidárias tem a obrigação de apresentar as suas listas de filiados duas vezes por ano, em abril e outubro.

Para vereficar e corrigir sua situação, os membros de partidos devem acessar o endereço: http://filiaweb.tse.gov.br/filiaweb.

Quem mora em Roraima poderá ler amanhã uma matéria completa sobre este assunto no jornal Monte Roraima.

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Membros de partidos ‘flagrados’ com filiações duplicadas "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.