Pré-campanha maquiavélica

By Luiz Valério segunda-feira, 26 de abril de 2010

Meus adoráveis @migos,

Quem gosta de discutir e analisar os acontecimentos políticos está tendo um cardápio recheado nessa pré-campanha aqui em Roraima. Tem fatos e factóides para todos os gostos. Com ou sem molho.

Numa semana, o TCU julga um processo que estava há muitos anos tramitando e torna temporariamente inelegível (até o julgamento do recurso) o candidato mais popular ao governo: mister @neudocampos (PP).

Na outra semana, vem um procurador eleitoral numa entrevista ao reporter da emissora do grupo político ligado ao governador Anchieta Júnior (PSDB) e reafirma o que o TCU já tinha dito: @neudocampos está inelegível. [Eu tenho a entrevista em CD. Na verdade, uma pergunta e uma resposta].

Dias depois, sai uma pesquisa suspeitíssima colocando o impopular governador Anchieta Júnior (26%) à frente do seu principal concorrente @neudocampos (24%) na sondagem espontânea.

Na pesquisa estimulada feita pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas, Econômicas, @neudocampos caiu de 53% para 41%, ou seja 12 pontos, enquanto o governador Anchieta subiu de 24,4% para 39% –  suposto crescimento de14,6 pontos.

A “rádio povo” nos municípios interioranos por onde andei esses dias diz exatamente o contrário.

Quero deixar claro aqui, como já disse em diversas ocasiões no Twitter, que não tenho preferência por nenhum dos dois candidatos. É uma questão de análise fria da realidade, coisa de um forasteiro metido a besta como eu. :)

Mas esse jogo de nervos feito a partir da condenação do TCU e essa pesquisa não é tudo. Ainda vai rolar muito mais água lamacenta por baixo da ponte, antes do jogo eleitoral começar pra valer. O que vemos agora é apenas um aquecimento.

Como sou repórter político e converso com muitas pessoas e muita gente vem me confidenciar histórias das mais hilárias às mais escabrosas, sei que podemos esparar muitas outras jogadas.

Algumas parecerão cartadas de mestre. Outras serão chutes na canela com o objetivo de “quebrar a perna” e invalidar o adversário.

Por exemplo: não fiquem pasmos se não a justiça protelar o julgamento recurso de @neudocampos até o prazo fatal para a homologação das candidaturas. Essa seria uma estratégia para impedir que o ex-governador e atual deputado federal possa se candidatar.

Parece maquiavélico, não é? Parece, não. É maquiavelismo puro.

Mas, suponho que vai ser exatamente assim. [“E desde quando em jornalismo cabe suposição?”, perguntarão alguns. Mas, se em Roraima até boi voa…]

Os dias e “acontecências” [que expressão mais brega essa, não?] é que vão mostrar.

Mas vocês já perceberam que erro pouco nos meus prognósticos, não é?

Vamos pra frente, então.

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Pré-campanha maquiavélica "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.