Augusto Botelho acusa PT roraimense de traição

By Luiz Valério sábado, 29 de maio de 2010
O gosto amargo da traição

A palavra traição tem sido bastante pronunciada por esses dias de pré-campanha por políticos roraimenses. Primeiro, passaram a perna no deputado Mecias de Jesus (PR), que queria ser candidato ao Senado. Em legítima defesa, o presidente da Assembleia Legislativa acusou o [ex]amigo de longa data, deputado federal Luciano de Castro, de traição. Agora, vendo o seu tapete ser puxado por integrantes da corrente Construindo um Novo Brasil, do PT, o senador Augusto Botelho, que trocou o PDT pela sigla vermelha por nutrir grande simpatia pelo governo Lula, segundo suas próprias palavras, diz sentir-se traído. Mesmo assim, diz que vai concorrer à reeleição. "Todos vão ver", afirma.

Estranho no ninho

O senador Botelho chegou repentinamente no encontro do PT. Sua ausência no evento era dada como líquida e certa pelos delegados da corrente Construindo um Novo Brasil. O parlamentar não só foi, como fez uso da palavra na mesa de autoridades e descarregou toda a sua munição verbal contra a direção regional do partido. Augusto Botelho disse que mantém sua candidatura à reeleição, que espera que "a direção regional do PT não casse o meu direito de ser candidato", e que "Ângela Portela devia ter decido antes se queria ou não ser candidata a senadora, enquanto ele [Augusto] tinha outras alternativas para viabilizar sua candidatura à reeleição". Botelho foi além: disse que se sente deslocado dentro do partido e que "se o PT contituar agindo assim, permanecerá sem eleger ninguém em Roraima". Foi nesse momento que fui convidado a me retirar do auditório aonde acontece o encontro. Sorry, mas eu já havia registrado tudo.

O apelo popular de Ângela

Segundo os petistas da corrente Construindo um Novo Brasil, Ângela Portela aparece em todas as pesquisas de intenção de voto como a candidata que mais tem condições de se eleger contra as duas candidaturas governistas ao Senado. O coordenador político do partido Pablo Sérgio disse que a deputada "tem forte apelo popular". Como prêmio de consolação, Augusto Botelho recebeu o convite para sair candidato a deputado federal ou compor chapa com Neudo Campos, na condição de vice. Ele não quer. "Só saio candidato se for para a minha reeleição ao Senado, afirma.

Meio a contragosto

Entrevistei o senador Augusto Botelho meio que a contragosto por parte dele. O parlamentar tirou uma conclusão não sei de onde, de que nutro simpatia pela candidatura de Ângela Portela. Chegou a dizer a assessores seus que não me concederia mais entrevista. Abordei o senador no encontro do PT e tive uma conversa séria com ele. Disse-lhe que a mim, pessoalmente, pouco me interessa quem vai sair candidato ao Senado ou à Câmara dos Deputados. Que o meu interesse pelo assunto é meramente jornalístico para poder informar aos leitores com precisão. Repito o que já disse reiteradas vezes aqui no blog e no Twitter: eu-não-tenho-qualquer-simpatia-por-qualquer-grupo-político-daqui-de-Roraima. E ponto.

Missão repórter

Escrevo o que escrevo, da forma como escrevo, sempre abordando criticamente as ações e posturas dos políticos locais pela convicção que tenho de que se faz necessário descortinar os bastidores políticos para que o eleitor/leitor/cidadão tenha uma visão mais abrangente sobre como se faz política aqui e alhures. Digo que é mais ou menos como se faz lingüiça: se soubermos de todo o processo, saimos de estômago enjoado. Mas, no caso da política, mesmo aos engulhos, temos que saber como se constroem projetos de poder e candidaturas para podermos decidir pelos menos ruins.

Uma nota que não pode faltar

O deputado federal e pré-candidato ao Governo do Estado, Neudo Ribeiro Campos (PP), esteve no encontro do PT e escolheu como alvo de suas críticas a imprensa local. Disse que tem "jornalistas que estão sendo pagos para criticá-lo". Eu até não duvido disso. Mas, caro deputado, o senhor devia ter sido mais claro e citado os nomes. Não dá para colocar todo mundo no mesmo balaio. Cá para nós: existem jornalistas e jornalistas. Que fique claro! Repito meu mantra: eu-não-tenho-preferência-por-nenhum-dos-dois-candidatos-ao-governo-ou-por-qualquer-agrupamento-ou-facção-política-local.

PS 1 - O título da nota "Profissão Repórter" é uma homenagem ao gostoso programa apresentando todos os sábados na FM 107,9 por uma competente equipe de jornalistas amigos.

PS 2 - Mais tarde postarei mais comentários e informações sobre "acontecências" do encontro do PT. Até mais.

Sobre o Autor:
Luiz Valério Luiz Valério - jornalista, professor e radialista. Atualmente atua como Secretário de Redação do jornal Monte Roraima. Também pode ser encontrado no Twitter e no Facebook
. Leia mais sobre o autor...
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Augusto Botelho acusa PT roraimense de traição "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.