Neudo, por favor, tenha coragem e dê nome aos bois

By Luiz Valério terça-feira, 4 de maio de 2010
Lauro Barretto (*)
laurobarretto@gmail.com


“Neudo parte para o ataque”- esta foi a destacada manchete de primeira página da edição do último fim de semana do JORNAL MONTE RORAIMA, chamando atenção para a “entrevista quase exclusiva” que o ex-governador Neudo Campos concedeu ao conceituado repórter e comentarista político Luis Valério.

Logo de início, a matéria jornalística do MONTE RORAIMA que ainda está agitando os meios políticos de Boa Vista esclarece o seguinte: “Neudo está com raiva. Se diz perseguido ‘covardemente’ pelos seus adversários. Observa que de fato pode está inelegível, momentaneamente, mas que isso não significa que não será candidato.”

Na verdade, mais do que “com raiva” o ex-governador está desesperado. Tremendamente desesperado com a pesada – porém justa – condenação que recebeu do Tribunal de Contas da União. Condenação esta que o deixa inelegível. E dizer que esta inelegibilidade é algo momentâneo não passa de um inconseqüente jogo de palavras. Momentâneo, mesmo, é o finalzinho de mandato de deputado federal que ele ainda está desfrutando na Câmara dos Deputados e que vai acabar agora, com as eleições de outubro.

Deve ter sido por conta deste desespero que o ex-governador declarou o seguinte ao JORNAL MONTE RORAIMA: “Tenho inimigos. Tenho um inimigo juiz. Eles querem me pegar.”

Com esta afirmação, primeiramente Neudo Campos quer se passar por vítima. Na realidade, ele não tem inimigos, tem adversários, como qualquer outro político tem – o que é algo completamente diferente.

Dizer que querem pegá-lo é tentar esconder a realidade dos fatos. Na verdade, Neudo Campos já foi pego quando tinha que ser. Foi pego, preso e algemado pela Polícia Federal – instituição que não tem inimigos, mas apenas deveres a cumprir, dentre eles encaminhar marginais e corruptos para atrás das grades.

O mais grave, contudo, no desespero do ex-governador ter afirmado que tem “um inimigo juiz” e não ter a coragem de dizer o nome dele.

Via de regra, juízes são imparciais e quando caem em suas mãos processos envolvendo seus inimigos, se dão por impedidos.

Assim, logo de cara, tais afirmações de Neudo Campos ofendem a Justiça como um todo, atingindo todos os seus operadores – magistrados, Ministério Público e advogados.

O melhor – e mais digno – seria o ex-governador dizer claramente quem é o juiz que ele imagina ser seu “inimigo”. Ao que tudo indica, pelo prontuário do ex-governador, este juiz seria o Dr. Helder Girão, que decretou sua prisão.

Juiz Federal de elevado conceito, investido de uma merecida reputação nacional de seriedade, competência profissional, integridade inabalável e cultura jurídica das mais invejáveis, é certo que o Dr. Helder Girão jamais atuaria em um processo em que um eventual inimigo dele fosse parte. Qualquer um que milita no Judiciário sabe disso.

Neste ponto, então, o desespero do ex-governador já estaria descambando para a sandice pura e simples. O melhor, então, é que o ex-governador Neudo Campos tenha coragem e dê nome aos bois. Pelo menos assim não corre o risco de ficar fazendo papel de covarde e de idiota.

_____________

(*) LAURO BARRETTO foi analista judiciário do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima. É advogado especializado em Direito Eleitoral e autor de diversos livros sobre esta matéria e sobre Ciências Políticas.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Neudo, por favor, tenha coragem e dê nome aos bois "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.