Redes sociais e liberdade de expressão: um papo com Marcelo Branco

By Luiz Valério quinta-feira, 20 de maio de 2010


Marcelo Branco coordena as redes sociais da pré-candidata Dilma
Foto: Reprodução/ Blog Znet
Com algumas horas de atraso, em decorrência da impossibilidade de acessar minha internet móvel, passo a escrever um pouco sobre minha participação no "Encontro das Redes Sociais do PT", ocorrido na manhã de ontem no IFRR (Instituto Federal de Roraima), com Marcelo Branco [@MarceloBranco], coordenador das redes sociais da campanha da presidenciável Dilma Roussef. Fiz bastante perguntas e intervenções sobre o uso das redes sociais nas campanhas e sobre como Dilma vai usar essas ferramentas para atrair a atenção dos eleitores, inclusive para captação de recursos por doação via Web.

Branco falou sobre a importância das redes sociais para a liberdade de expressão individual e como ferramenta de participação cidadã numa campanha eleitoral. Fez uma exposição sobre como Dilma está usando o Twitter [http://twitter.com/dilmabr] e seu blog [HTTP://dilmanaweb.com.br], que são atualizados pela própria presidenciável. O objetivo do encontro foi estabelecer uma rede de contatos com blogueiros e twiteiros de Roraima para repercutir tudo o que vier a acontecer de relevante durante a campanha em nível local ou nacional.

Para Branco, a internet, como um espaço de expressão individual, vai garantir a pluralidade da informação. “Desde que a internet surgiu o conteúdo deixou de ser dono. Então as redes sociais permitem que cada um possa exercer a sua cidadania como protagonista de uma campanha política, postando fotos, vídeos e conteúdos de uma campanha política. Considero que isso seja muito importante para a democracia”, frisou.

Ele disse ainda que as redes sociais estão mudando a forma como se faz comunicação no mundo inteiro. No entanto, ele alerta para o fato de quem tem a sua conta no Twitter ou um blog precisa tomar os cuidados necessários para não ferir a honra das pessoas e, de repente, se ver vítima de processos judiciais. Marcelo Branco disse que as ações movidas contra twiteiros é uma forma de querer inibir a livre expressão.


“A liberdade de expressão pressupõe que ninguém pode ser censurado previamente, mas quem escreve nas redes sociais ou em blogs precisa se responsabilizar pelo que diz”, observa. “Eu sou contra o fechamento [ou censura] de qualquer site. É como querer fechar um jornal por não concordar com o que está sendo dito. Isso é inconcebível”, afirma.


Tudo isso se deu no período da manhã. Na parte da tarde haveria uma oficina de Twitter, mas foi cancelada devido a problemas com a internet do IFRR. Pena porque tinha muita gente querendo aprender a usar o Twitter.


Sobre o Autor:
Luiz Valério Luiz Valério - jornalista, professor e radialista. Atualmente atua como Secretário de Redação do jornal Monte Roraima. Também pode ser encontrado no Twitter e no Facebook
. Leia mais sobre o autor...
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Redes sociais e liberdade de expressão: um papo com Marcelo Branco "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.