O blogueiro Wirismar Ramos tem denunciado com bastante competência os abusos cometidos pelos cães de guarda do Governo do Estado, que passam por cima da legislação eleitoral e fazem propaganda irregular sem o menor pudor. Ao que parece, as constantes afirmações de que a Justiça Eleitoral em Roraima não tem condições de fiscalizar o pleito tem funcionado como uma carta branca à transgressão por parte dos comunicabajuladores do candidato situacionista.

Veja o que diz Wirismar Ramos:

O caso do radialista Mário César é o mais escancarado de todos, mas pior que isso foi a montagem pelo governador Anchieta Júnior de um Governo paralelo, onde servidores públicos, comissionados, secretários de Estado, etc., “assumiram” suas áreas na capital e no interior.

Roraima nunca tinha assistido isso, Roraima nunca tinha participado de um pleito onde ninguém parece se preocupar com a justiça, onde o limite da Lei são as ordens emanadas pelos poderosos que usam e abusam das estruturas públicas e dos meios de comunicação. As eleições em Roraima serão as mais sujas de todos os tempos?

Eu entrevistei o desembargador Almiro Padilha, presidente do Tribunal de Justiça (TJ) e ex-presidente do TRE, há alguns meses e ele denunciou a incapacidade da Justiça Eleitoral para fiscalizar um pleito geral como o que vai ser realizado este ano. Como bem assinalou Wirismar Ramos, curiosamente o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) desativou o “disque denúncia” e tem afirmado, por meio dos seus servidores, que só vai agir mediante provocação. Ou seja, se os candidatos – interessados diretos - denunciarem,

Conforme me dizia em entrevista o diretor geral do TRE, Alex Fin, nem mesmo um cidadão que se considere indignado com os abusos, como os que tem sido cometidos pelo radialista Mário César, numa rádio estatal (a Rádio Roraima) pode denunciar. Apenas os candidatos que se sentirem ofendidos ou em desvantagem. Essas regras tornam a disputa muito desigual.

Primeiro porque o governo e seus aliados são detentores de mais de meia dúzia de veículos de comunicação de massa – emissoras de rádio e televisão – e os estão usando da forma mais descarada possível na promoção da candidatura do governador José de Anchieta Júnior (PSDB) à reeleição. Não defendo a candidatura de Neudo Campos. Aliás, já disse não considerar nem uma nem outra opção boa para Roraima. Mas para o bem da democracia, seria fundamental que a legislação eleitoral fosse respeitada e que os responsáveis pela garantia do seu cumprimento não fizessem vista grossa para tal descaramento propagandístico que está em andamento.

Que o Justiça Eleitoral tome alguma providência para garantir a igualdade de condições entre os concorrentes ao governo.

 

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " É preciso punir os “comunicabajudarores” e seus patrões, que passam por cima da legislação eleitoral "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.