ANGELA PORTELA - 'Continuarei leal ao meu grupo'

By Luiz Valério sexta-feira, 21 de janeiro de 2011
A deputada Ângela Portela foi a parlamentar roraimense que menos faltou às sessões do Congresso Nacional no exercício do mandato de deputada federal na última legislatura. Acabou tendo sua atuação reconhecida e foi eleita senadora, deixando para trás a sua adversária nas urnas, Marluce Pinto (PSDB), detentora da herança política do ex-governador Ottomar Pinto. Passadas as eleições, logo o governador Anchieta Júnior (PSDB) acenou com o interesse de ter Ângela Portela em seu grupo político, com o objetivo de ganhar força junto ao governo federal. Mas, se depender de Ângela, esse busca pela aproximação não vai vingar.
Ângela diz que não vai compor com o governador Anchieta

Na entrevista que segue, a senadora Ângela Portela deixa claro que vai continuar fiel ao grupo político pelo qual se elegeu. Diz que está aberta a “parcerias de trabalho que forem proveitosas e que impliquem em melhoria das condições de vida de nossa população”, mas deixa claro que isso não significa que mudará de postura em relação à orientação política que seguira no desempenho do seu mandato. “Reafirmo que fui eleita por um grupo político e continuarei leal a este grupo. Todo o resto é pura especulação”, diz.

A parlamentar diz que sua prioridade é colocar em prática os projetos voltados para a educação e a formação profissional, consolidação do turismo, fortalecimento da agricultura familiar e do agronegócio, efetiva implantação das Áreas de Livre Comércio e da Zona de Processamento de Exportações que são imprescindíveis para o desenvolvimento de Roraima. Confira a entrevista abaixo:

Luiz Valério - Para começar nossa conversa, qual será sua linha de atuação no Senado?

Ângela Portela - Pretendo continuar o trabalho que já estamos fazendo na Câmara dos Deputados. Nossa linha de atuação no Senado Federal será no sentido de bem representar o Estado de Roraima, buscando alternativas para o desenvolvimento econômico e social, apresentando projetos e outras proposições que impliquem em benefícios diretos para o nosso povo, atuando junto ao Governo Federal para incluir nosso estado em programas, projetos e ações de desenvolvimento, com sustentabilidade, com respeito à cultura, às tradições e ao meio ambiente. Também pretendo priorizar políticas públicas voltadas para as mulheres, idosos, portadores de necessidades especiais, crianças, adolescentes e jovens, principalmente aquelas relacionadas com a melhoria da qualidade da educação, o que inclui melhor remuneração e condições de trabalho para os professores.

LV - Sabe-se que o governador tem feito elogios à sua atuação parlamentar como deputada e já disse publicamente que pretende "conquistá-la" para sua base de apoio em se tratando da bancada federal. A senhora está disposta a trabalhar em parceria com o governo estadual? Ou pretende fazer oposição?

Ângela - Estarei aberta a todas as parcerias de trabalho que forem proveitosas e que impliquem em melhoria das condições de vida de nossa população. O que não quer dizer que não vou respeitar a postura adotada pelo meu grupo político. Não podemos esquecer que saímos recentemente de uma disputa eleitoral que ficou marcada pelos excessos e pelo ostensivo desrespeito à Legislação Eleitoral, por parte de alguns candidatos. Do ponto de vista da articulação política, estarei ao lado do meu grupo para ver a vontade da população de Roraima restabelecida, respeitando o rito democrático e o devido processo legal. Reafirmo que fui eleita por um grupo político e continuarei leal a este grupo. Todo o resto é pura especulação.

LV - Parece repetição de pergunta, mas não é: como será a sua atuação parlamentar no que diz respeito à sua relação com o governo estadual, que é de um partido que historicamente faz oposição ao governo petista?

Ângela - Minha atuação parlamentar permanecerá no sentido de apoio às prefeituras, principalmente à Prefeitura de Boa Vista. Em relação ao Governo do Estado, atualmente sob o comando do PSDB, que é oposição ao meu partido, vamos manter essa postura. Mas repito que será uma oposição com responsabilidade. Isso inclui estar vigilante, fiscalizar a atuação da administração estadual, apontar falhas e buscar soluções para os problemas.

LV - As feridas da campanha eleitoral já cicatrizaram? O porquê da pergunta: no período da campanha, falou-se que a senhora - apesar da sua atuação elogiável como deputada - não seria o melhor nome para representar Roraima no Senado, exatamente por ser do PT, "um partido que tem feito tudo para prejudicar Roraima", nas palavras dos críticos do partido.

Ângela - O povo de Roraima é soberano para escolher os seus representantes. E o eleitor roraimense confirmou meu nome para representá-lo no Senado Federal com uma votação histórica, apesar de todas as dificuldades. Ao fazer esse julgamento, o povo de Roraima entendeu que o Partido dos Trabalhadores tem feito o melhor possível para dotar nosso estado de condições de desenvolvimento econômico e social compatíveis com os novos tempos, que impõem respeito ao meio ambiente, às minorias étnicas, aos trabalhadores rurais e das cidades, às mulheres, idosos, deficientes físicos etc. Entendo que o processo eleitoral gera insatisfações, mágoas e, algumas vezes, feridas que não se curam. Mas este não é o meu caso. Ao disputar a eleição, sabia que enfrentaria uma campanha muitas vezes injusta e de baixo nível, mas não guardo nenhum tipo de rancor. Vamos em frente, porque os desafios são muitos.

Confira a íntegra da entrevista com a senadora Ângela Portela.

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " ANGELA PORTELA - 'Continuarei leal ao meu grupo' "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.