Notas apimentadas #05

By Luiz Valério segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011
A BOA DO DIA
Amanhã é dia de sessão na Assembleia Legislativa. Como os deputados estaduais irão se comportar diante dos últimos fatos. Será que alguma voz terá coragem de abordar o tema da criação dos dez cargos de assessor especial, com salário de R$ 10 mil, para os ex-parlamentares que não se reelegeram? Pouco provável. Será que alguém vai deixar passar em branco a denúncia sobre as fraudes na licitação da Sesau? Duvido.

PERDENDO FORÇA
Diante das tantas medidas provisórias (MPs) editadas pelo governo federal, os deputados estão querendo aprovar projetos que fortaleçam o Poder Legislativo. Os parlamentares temem que o parlamento perca ainda mais da sua pouca representatividade e quem pautar a agenda política nacional.

A FÓRMULA: MAIS SERIEDADE
Uma das maneiras do Poder Legislativo, de uma forma geral, ganhar força, representatividade e credibilidade diante da sociedade é tratar as questões políticas com mais seriedade, trabalhar verdadeiramente pelo bem da sociedade, deixar de fazer lobby para empresas, por um ponto final nas comissões de 10% das emendar parlamentares (em alguns casos). Na verdade, o parlamento precisa se reinventar.

SEGUNDO ROUND (?)
As atenções amanhã também se voltam para a Câmara Municipal de Boa Vista. Na semana passada, por pouco os vereadores Telmário Mota (PDT) e Idinaldo Dunga (PRTB) não trocaram umas bordoadas por conta de um mal entendido. Mas em conversa com este colunista Telmário disse que não houve sopapos em empurrões, apenas bate-boca. 

ABAIXO AS PICUINHAS 
O problema é que Telmário e Dunga sentam lado a lado na Câmara. Um acusa o outro de dívidas passas e não pagas. E olha que os dois vereadores são compadres. Imaginem se não fossem. Que hoje eles ajam como gente grande e deixem as picuinhas políticas e desavenças pessoais de lado.

POLÍTICA É CULTURA
O Partido da Cultura de Roraima (Pcult-RR), iniciativa de vários atores do setor artístico cultural de Roraima, se reuniu pela primeira vez neste ano de 2011, no sábado (26). Os membros do Pcult discutiram pautas sobre o Sistema Nacional de Cultura e o fomento de políticas culturais em Roraima. 

CULTURA É POLÍTICA
Participou da reunião de sábado, na Orla Taumanã, Leonardo Barbosa, articulador do PCult Nacional, que esclareceu aos integrantes do movimento em Roraima a razão da iniciativa ser denominada de ‘partido’, mas se distanciar, na prática, do modelo de uma agremiação partidária  tradicional. “O PCult não apoiou candidatos e sim foi apoiado por aqueles que se comprometeram com essa pauta”, afirmou Barbosa.

REFORMA POLÍTICA
E a discussão em torno da reforma política parece estar ganhando corpo no Congresso Nacional, ainda que algumas vozes defendam uma reforma fatiada, alegando que pensar em algo mais profundo mexeria em muitos interesses. Um dos tópicos em debate é a coincidência de calendário eleitoral, que acabaria com uma eleição a cada dois anos. Essa seria uma mudança salutar, de fato.

DISTRITÕES 
Outro ponto que está sendo discutido em Brasília é o fim da reeleição e o advento do mandato de cinco anos. Essa proposta está sendo bastante discutida. Também se fala em transformar os estados em distritos, instituindo eleições majoritárias para todos os níveis. Dessa forma se elegeriam apenas os deputados federais, estaduais e vereadores mais votados, acabando com o famigerado quociente eleitoral.

TALVEZ SIM, TALVEZ NÃO
Porém, quem acompanha as discussões de perto, direto do Planalto Central, comenta com este colunista que se a reforma vier acontecer, será realmente fatiada e não antes de setembro. Se não acontecer até lá, dificilmente sairá do papel em 2012, que já é ano eleitoral novamente. Ou seja, tudo pode continuar como sempre esteve.

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Notas apimentadas #05 "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.