Violência no trânsito e corrupção eleitoral

By Luiz Valério terça-feira, 1 de fevereiro de 2011
O trânsito tem se mostrado cada vez mais violento em Roraima. No último final de semana, muitos foram os acidentes registrados em decorrência do uso do álcool, da imperícia e da imprudência ao volante, o que demonstra a falta de zelo pela própria vida e pela vida dos outros. Por mais que se faça campanhas educativas, blitze, que se aplique multas, o quadro não muda. Existe algo de muito errado. Mas existe uma razão para tudo isso. Uma razão fruto da ganância e extrema falta de responsabilidade de alguns políticos.

Uma das formas mais populares de compra votos aqui em Roraima já detectadas pela Justiça Eleitoral é a concessão criminosa de carteira nacional de habilitação (CNH). Para não ir muito longe, basta citar o caso mais recente em que os deputados federal e estadual eleitos no pleito de 2010, Chico das Verduras e George Melo, são acusados de aliciar eleitores em troca do sorteio de três carros e da concessão de CHNs. Dados do Ministério Público Eleitoral (MPE) apontam que a Autoescola Roraima, ligada aos políticos, emitiu/distribiu mais de 600 carteiras de habilitação somente no mês de setembro ao ano passado. Quantos milhares de CHNs teriam sido emitidas por esse método corrupto ao longo dos últimos 20 anos?

São números que demonstram o quanto parte dos políticos roraimenses não tem compromisso com a sociedade. Em todas as eleições que cobri, desde 2002 quando aqui me estabeleci como jornalista, a Justiça Eleitoral tem flagrado, condenado ou julgado processos de ilícito eleitoral tendo como principal acusação a concessão de carteiras de habilitação. Não podemos esquecer que em passado recente uma triagem feita no DETRAN detectou várias CNHs irregulares, que haviam sido emitidas burlando a legislação.

Dessa forma, temos nas ruas um exercito de “matadores” armados com uma arma letal em movimento. Não é à toa, repito, que todos os finais de semana, quando não todos os dias, pessoas são vitimadas no trânsito. Muitos dos beneficiados com as CHNs emitidas irregularmente, sem que o seu portador tenha passado por um curso de direção de qualidade ou sequer assistido a uma aula teórica de legislação, direção defensiva, primeiros socorros, etc, e às aulas práticas para corrigir vícios, acabam morrendo vítimas da própria negligência.

Além de corruptos, políticos que se elegeram por meio dessa prática nefasta são criminosos em potencial, que deveriam estar atrás das grades como co-autores de tantos assassinatos cometidos nas ruas, avenidas e rodovias das nossas cidades e do nosso Estado. Falar em reduzir a violência no trânsito sem buscar as reais causas, e o aspecto abordado aqui é uma delas, é inóquo.

Penso que se deveria fazer um mutirão envolvendo órgãos e instituições judiciais e governamentais para realizar uma triagem nas CNHs emitidas nos últimos 20 anos pelo DETRAN, assim como o índice de emissão dos documentos em períodos imediatamente pré e pós-eleitorais e anulá-las. Ou, no mínimo, obrigar os seus portadores a comprovar que foram habilitados dentro das normas legais. Do contrário, vamos continuar assistindo muitas mortes e lendo sucessivos relatos aterrorizantes nas páginas de jornal. Nada mais que isso.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Violência no trânsito e corrupção eleitoral "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.