[1] Vou comentar alguns fatos da semana, começando pelo último fato mais polêmico. Ontem foi divulgado que o prefeito Iradilson Sampaio (PSB) - alguém no Facebook o chamou de Nãofaznadadilson Sampaio - exonerou mais de 700 servidores comissionados.Teria sido uma medida decorrente de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre o prefeito e o Ministério Público Estadual (MPE). Pelas minhas contas, somente este ano já foram demitidas mais de mil pessoas da Prefeitura de Boa Vista. Isso demonstra uma coisa: na campanha para prefeito em 2008 e na campanha para o governo no ano passado, cujo candidato apoiado pelo prefeito Iradilson foi Neudo Campos (PP), foram contratadas centenas de pessoas com finalidade puramente eleitoreira, inchando, assim, a folha de pagamento. Aí, agora, com as finanças ruim das pernas – em parte devido à má gestão, o único caminho encontrado tem sido o corte drástico de servidores. Isso sem falar na briga entre secretários, conforme publicado por usuários do Facebook sobrem quem paga, quem manda e quem contrata.

[2] Na Câmara de Vereadores foi aprovado um projeto de lei de autoria de Chico Doido (ô louco, meu!) deflagrou uma polêmica já esperada. Trata-se da proposta que permite aos vendedores ambulantes comercializarem bebidas alcoólicas. O vereador Chico Doido alega que é preciso dar aos ambulantes o direito de vender tais produtos para que tenham um maior faturamento. Com seu jeito “chicodoidiano” de ser, o parlamentar que desde que o mundo é mundo existe bebida alcoólica e que o primeiro milagre de Jesus foi transformar água em vinho. Alegação criativa, mas muito pouco convincente e racional. O projeto ainda para ser apreciado em segunda votação e há um grupo de vereadores se articulando para derrubá-lo nessa ocasião. Esses parlamentares temem que com a liberação os adolescentes tenham mais facilidades para comprar bebidas alcoólicas, que muitas vezes funcionam como porta de entrada para drogas ilícitas.

[3] O vereador Telmário Mota derrubou Mário Rocha da cadeira de presidente do PDT e assumiu o cargo, com a anuência da direção nacional do partido. Apoderado dentro da sigla democrático-trabalhista, Telmário reafirmou a sua pré-candidatura a prefeito de Boa Vista. Eu o questionei se essa pré-candidatura não seria apenas uma forma de se credenciar para, quem sabe, ser convidado para compor como vice numa chapa de um candidato teoricamente mais forte. Telmário esperneou e disse que não. Chegou mesmo a afirmar que se não for candidato a prefeito, não será candidato a nada, nem mesmo a reeleição como vereador. Eu admiro a garra e a vontade que Telmário demonstra como vereador, mas não sei se ele emplaca como candidato a prefeito, não. No mais, ainda tem muita água para rolar por baixo da ponte, até chegar o período de definir as candidaturas. Ah, Telmário Mota também convidou o vice-governador Chico Rodrigues (sem partido) para ingressar no PDT. O convite foi feito em primeira mão e ao vivo em meu programa de rádio, o Estúdio Verdade.

[4] O oposicionista deputado Soldado Sampaio (PC do B) foi apontado como tendo sido beneficiado pelo recebimento de diárias que ultrapassam o valor de R$ 100 mil, somente neste começo de mandato. Sempre crítico das ações de governo, o parlamentar ainda não veio a público para desmentir as informações postadas por um site de notícias sensacionalista que trata das questões políticas de Roraima. Por conta dessa informação, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mecias de Jesus (sem partido), pediu da mesa diretora da Casa para que publique, no mural da Assembleia, as diárias recebidas por todos os parlamentares. Segundo ele, somente os deputados de oposição estão tendo os valores das suas diárias questionados. Na sua opinião, seria perseguição. Seu pedido vai ser avaliado, conforme o presidente Chico Guerra (PSDB).

[5] Em decorrência da bandalheira descoberta no Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Denit), que culminou com a queda do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR), a Controladoria Geral da União (CGU), divulgou que vai realizar uma inspeção nas obras realizadas nas rodovias federais de Roraima para ver se está tudo certo. Para quem não lembra – se há quem não lembre – foi descoberto um esquema de pagamento de propinas a caciques do Partido da República (PR), partido que controlava o Ministério dos Transportes. Toda empreiteira contratada para obras nas estradas federais deveria pagar um “dízimo” ao PR. À frente do esquema o sempre enrolado deputado federal Waldemar da Costa Neto, a quem cabe cuidar dos negócios enlameados do Partido da República. O homem que cuidou da alocação de recursos para a reconstrução da BR – 174 foi o também republicano deputado federal Luciano de Castro.

----------------

Eu poderia continuar listando uma série de outros pequenos fatos, mas se o fizesse esse post ficaria longo de mais. Então, fico por aqui. Se for possível, ainda escrevo um pouco mais aqui no blog ainda hoje.

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Aconteceu, virou postagem: fatos polêmicos e controversos da semana em Roraima "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.