Desentendimento, meias verdades e jogo de empurra-empurra na discussão do Orçamento 2012

By Luiz Valério quinta-feira, 22 de dezembro de 2011
Depois do encerramento da sessão desta quinta, os deputados continuaram
discutindo a atitude do deputado Chicão - Foto: Platão Arantes
Os deputados estaduais mais uma vez não chegaram a um acordo e não votaram o Plano Plurianual nem o Orçamento do Estado de Roraima para 2012. A sessão foi apenas iniciada e, na falta de quórum, o deputado Chicão da Silveira, que presidia os trabalhos, pulou da ordem do dia para as explicações pessoais, que é o último estágio das sessões ordinárias.

Houve questionamento de vários parlamentares sobre a falta de compromisso no que diz respeito a essa falta de entendimento para que o PPA e o Orçamento 2012 possam ser votados. O deputado Erci de Moraes (PPS) disse que não vai mais aceitar que apenas um pequeno grupo de parlamentares tomem as decisões e nome de todos.

“Esta Casa é composta por 24 deputados e todos foram votados e diplomados para representar a sociedade, por isso devem participar das decisões”, queixou-se, salientando que a partir de agora se recusará a votar questões postas pela Mesa Diretora sem que todos os deputados sejam ouvidos e participem das discussões.

Quem também questionou a leniência dos deputados em colocar em votação o Orçamento foi o deputado Joaquim Ruiz (PV) que disse já ter sido secretário de Estado, prefeito de municípios roraimenses e nunca tinha visto uma situação como aquela, de falta de aplicação e compromisso para votar a peça orçamentária.

Jânio Xingu (PSL) foi outro deputado que questionou a forma como os trabalhos da sessão desta manhã foram conduzidos. “Eu não estou entendendo o que está acontecendo. Não é verdade que nós não nos reunimos para discutir o Orçamento. Nos reunimos, sim”, disse Xingu.

Esta semana foi improdutiva no que diz respeito à votação de projetos importantes na Assembleia Legislativa. Com exceção da aprovação da Proposta de Emenda a Constituição (PEC) que conferiu autonomia ao Ministério Público de Contas (MIPUC), quase nada de mais importante foi tratado pelos deputados.

A votação do Orçamento ficou para a próxima terça-feira e diante da falta de entendimento entre os deputados, não há a garantia de que a matéria seja votada. Nos bastidores correm comentários que o que há, na verdade, é um jogo de empurra-empurra entre deputados de situação e oposição, que estão insatisfeitos com a redução feita pelo Executivo no orçamento da Assembleia.

Esse adiamento e morosidade na apreciação do Orçamento seria uma forma de pressionar o governo a rever a decisão. Mas nem os parlamentares de situação nem os de oposição falam sobre isso abertamente. A “coisa” fica restrita ao jogo de poder e as discussões acirradas entre as duas forças que compõem a Assembleia. O que a população vê não é a verdade na sua totalidade.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Desentendimento, meias verdades e jogo de empurra-empurra na discussão do Orçamento 2012 "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.