Faltas dos deputados estaduais às sessões da Assembleia deveriam ser consideradas abandono de emprego

By Luiz Valério quarta-feira, 14 de maio de 2014

Hoje, mais uma vez, projetos deixaram de ser votados na Assembleia Legislativa por falta de quórum. O painel eletrônico do plenário assinalava a presença de 15 deputados, mas apenas 11 estava efetivamente presentes. Mesmo assim, não foi possível discutir nenhum projeto, pois o quórum mínimo para deliberação de matérias é de 13 deputados.

A deputada Aurelina Medeiros (PSDB), vice-presidente da Casa, diz que não existe justificativa para a ausência dos parlamentares às sessões. Ela diz ser preciso cumprir o regimento interno da Casa, que prevê punição para os faltosos.

“O regimento interno da Assembleia prevê que cada deputado deve ter 75% de presença nas sessões por ano. Quem não estiver cumprindo isso, deve ser punido de acordo com as penas previstas no regimento. Ninguém é aluno para estar sendo chamado a atenção por causa de faltas”, afirmou.

Aurelina Medeiros diz não concordar com a decisão do presidente da Assembleia, deputado Chico Guerra (PROS), que optou pelo de um percentual do salário dos faltosos para cada ausência nas sessões. “Isso é uma coisa que eu considero até infantil”, diz ela.
OPINIÃO DO EDITOR
Eu confesso que estou com uma dúvida atroz: afinal, a maioria dos parlamentares resolveu jogar a toalha e desistir da atividade legislativa? Esses deputados resolveram fazer uma renúncia branca coletiva e esqueceram de avisar à população? É o que está parecendo.
A falta dos deputados às sessões, da forma como vem ocorrendo, deveria ser considerada abandono de emprego. Porque se um trabalhador comum, que não faz parte do parlamento e, portanto, não tem privilégios, falta insistentemente ao trabalho, sem maiores explicações, tem a sua conduta considerada como abandono de emprego e o faltoso é sumariamente demitido pelo patrão. Assim também deveria ser para os espertos deputados estaduais. Afinal, o patrão dos deputados estaduais é o povo.
O pior é que alguns desses espertalhões assinam sua presença no livro e no painel da Casa e depois batem em retirada. Trata-se de uma atitude sem vergonha. Deveria ser quebra de decoro parlamentar, pois os deputados que agem dessa forma estão ludibriando aqueles que lhes confiaram o voto.
A ausência dos deputados às sessões da Assembleia Legislativa deveria ser considerada estelionato, pois eles recebem por uma mercadoria ou produto (uma boa atuação) e não entregam conforme a o prometido.
Esses deputados faltosos merecem a repugnância da população. Merecem cair no ocaso político. Merecem serem banidos da vida pública, pois não respeitam o compromisso assumido com o povo.

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Faltas dos deputados estaduais às sessões da Assembleia deveriam ser consideradas abandono de emprego "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.