Petrônio Araújo nega ter desisitido de se candidatar ao governo para beneficiar Telmário

By Luiz Valério sexta-feira, 30 de maio de 2014
O lançamento da pré-candidatura de Telmário Mota (PDT) ao Senado, feito hoje pela manhã no Aipana Hotel, começou a ter desdobramentos polêmicos. O ex-diretor presidente da Agência de Fomento do Estado de Roraima (AFERR) Raimundo Mota participou do programa Comando 94, que apresento na Rádio Tropical FM (94.1), por telefone, e afirmou que o então pré-candidato ao governo Petrônio Araújo (PDT) - foto acima - teria desistido de se candidatar para favorecer ao desejo de Telmário Mota de ser senador.

Tudo começou quando eu entrevistava o governador e pré-candidato à reeleição Chico Rodrigues (PSB) hoje à tarde na Rádio Tropical FM (94.1) e comentei que queria saber como ficaria a situação do médico Petrônio Araújo, uma vez que o seu partido teria feito um acordo com o PT para apoiar a senadora Ângela Portela, ela também postulante ao cargo majoritário no estado.

Raimundo Mota, que ligou espontaneamente para o programa, foi taxativo. Disse que Dr. Petrônio não era mais candidato e que a sua desistência teria sido acertada numa reunião ocorrida no meio da semana. Eu perguntei, então, se ele estava mesmo me afirmando que Petrônio Araújo teria desistido de ser candidato a governador. Raimundo Mota reafirmou que sim, que a desistência teria o objetivo de possibilitar a candidatura de Telmário a senador e prestar apoio à corrida de Ângela Portela ao Executivo estadual. Até aí parecia tudo bem.

O problema é que Petrônio Araújo me afirmou agora há pouco que não desistiu coisa nenhuma da sua candidatura. “Luiz Valério, eu não desisti da minha (pré) candidatura em favor da candidatura de Telmário Mota ao senado (sic). Eu não sei quem é esse Raimundo Mota. Deve ser algum mau caráter”, esbravejou Petrônio. “O que está acontecendo ao meu entender é uma traição do Telmário e do PDT ao povo de Roraima. Eles agiram nos bastidores e esse sujeito vem dizer que eu desisti da minha candidatura”, esclareceu o pré-candidato.

Petrônio disse que não apoia a união de Telmário Mota com Ângela Portela ou do PDT com o PT. “Acho essa tentativa de retorno ao poder de Flamarion e sua esposa um retrocesso”, disse Petrônio, reafirmando o que havia dito durante a sua entrevista no programa Comando 94 há duas semana. Acho que está começando aqui uma história parecida com aquela que balançou o PHS em 2010.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Petrônio Araújo nega ter desisitido de se candidatar ao governo para beneficiar Telmário "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.