Cadê o concurso, Camilo?

By Lucion Oliveira quinta-feira, 22 de outubro de 2015
O Sindicato dos Docentes da Universidade Regional do Cariri (Urca) pode paralisar as atividades caso o Governo do Estado não cumpra a promessa de realização de concurso para professor e técnico administrativo. Através de outdoors espalhados em pontos estratégicos, o Sindurca cobra a realização de concurso público na Urca.
Na peça publicitária e reivindicatória, o sindicato questiona ao governador Camilo Santana se será necessária uma nova greve e aponta os números de vagas acordados para cada cargo na universidade. 
No ano passado, os corpos docente e administrativo cruzaram os braços e entre as cobranças, estava a de concurso público. Um acordo foi feito, a greve foi encerrada, porém, até o momento, não foi cumprido. Ficou definida a abertura de 41 vagas para professor e 28 para técnico administrativo.
Urca nunca realizou concurso para técnicos
Ao longo dos seus quase 30 anos de existência, a Universidade Regional do Cariri nunca realizou concurso para técnico administrativo. A instituição é resultado da fusão de cursos da Universidade Estadual do Ceará que mantinha campus no Cariri e da Faculdade de Filosofia do Crato. O pessoal de cada instituição foi aproveitado e outros contratados no sistema de terceirização.
Foto: reprodução Sindurca
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Cadê o concurso, Camilo? "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.