Os professores completaram 70 dias de greve sem chegar a um acordo com o governo. O movimento voltou a se internsificar - Foto: Yolanda Simone Mene
A greve dos professores estaduais completou ontem 70 dias. Deflagrado no dia 10 de agosto, o movimento grevista chegou a enfraquecer quando professores indígenas e do interior voltaram às atividades, depois de aceitarem proposta de acordo do governo.

No entanto, como tiveram suas faltas descontadas no salário, ao contrário do prometido pelo governo, esses professores decidiram interromper as aulas novamente. As manifestações dos profissionais de educação voltaram a se intensificar na Praça do Centro Cívico, quartel general do movimento.

Aqui em Boa Vista, professores que tinham voltado a dar aulas também retrocederam em sua decisão e se uniram novamente aos grevistas que permaneceram firmes na greve.

Escolas que até então não aderiram ao movimento agora falam em aderir, devido às propostas de mudança da Lei 892 apresentadas pelo governo serem consideradas prejudiciais para os profissionais. As negociações não avançam.

De acordo com Albanira Cordeiro, membro do comando de greve, as alterações propostas pelo governo para a Lei 892 são muito danosas para toda a categoria, prevendo, inclusive, rebaixamento de salário.

O governo ainda propõe a instituição de três contratos e que também não trazem vantagens para os professores, principalmente para aqueles que são da área de pedagogia. O Sinter também cobra a revisão da tabela salarial, que contém erros diversos.

Albanira afirma que o movimento voltou a se fortalecer e que só vai terminar quando o governo atender às reivindicações dos professores e fizer todas as correções necessárias na Lei 892. Do contrário, o movimento segue sem previsão de terminar.

Leia mais sobre política no Blog do Luiz Valério

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Greve dos professores estaduais de Roraima completa 70 dias. Movimento volta a se intensificar "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.