Teresa anunciou várias medidas de contenção da migração e auxílio aos venezuelanos

A prefeita Teresa Surita (PMDB) apresentou na manhã desta quinta-feira (24), junto com o prefeito Juliano Torquato, de Pacaraima, o plano de contenção da migração venezuelana e de ajuda aos estrangeiros vindos do país vizinho que já se encontram em Roraima, principalmente na capital Boa Vista.

Entre as medidas anunciadas por Teresa está a criação de um aluguel social com valor que varia de R$ 700 a R$ 1.200 para as famílias de migrantes que hoje vivem nas ruas de Boa Vista. É intenção da prefeita tentar aumentar esse valor para que ele contemple também alimentação. Os recursos são oriundos do Governo Federal.

O plano de ação envolve a Prefeitura de Boa Vista, Presidência da República e Ministério do Desenvolvimento Social. Existe ainda a parceria com a ONU, ACNUR e a Igreja dos Mórmons.

Ainda faz parte do Plano de Ação um acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB) para que seja disponibilizada uma aeronave com o objetivo de levar os migrantes que queiram ir para São Paulo ou outros grandes centros do país. Também será criado um posto de recepção em Pacaraima, onde será feita a triagem dos venezuelanos que entram no Brasil.



Estuda-se passar a exigir uma carteira de vacina atualizada para que eles possam ser aceitos. Este posto de recepção contará com membros do Exército, Ministério da Saúde, Polícia Federal, Funai e Prefeitura de Pacaraima.

Outra medida é a que trata do abrigo indígena em Pacaraima, que será reformado para receber os migrantes índios. Segundo Teresa, é preciso dar as condições dos migrantes venezuelanos indígenas ficarem em Pacaraima, fornecendo alimentos e a oportunidade de geração de emprego e renda.

O prefeito Juliano Torquato relatou que os casos de violência aumentaram em seu município. Por isso, foi solicitado apoio do Exército, que passou a patrulhar as ruas.

Ainda nesta quarta-feira (23) começou a ser feito nas ruas de Boa Vista, por funcionários da prefeitura, o cadastros das famílias que serão contempladas com o aluguel social. Somente ontem foram cadastradas 91 famílias.

A prefeita Teresa Surita disse que estuda contratar professores de espanhol nativos da Venezuela, assim como profissionais de saúde - médicos e enfermeiros - em regime temporário para que eles possam prestar atendimento aos venezuelanos nas escolas e UBS municipais.

Ao apresentar os números da migração, a Teresa disse que em julho a entrada de venezuelano no Brasil aumentou mais de 50% em julho. Dos venezuelanos que chegam a Roraima um total 75% são solteiros e 23%, casados.

Ainda conforme os números apresentados, 36,76% deles ficam em Boa Vista, 5,71% estão em Pacaraima e 4,79% seguem para Manaus. Conforme os dados mostrados, apenas 18% dos venezuelanos que entram no Brasil são graduados e pós-graduados.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Teresa anuncia aluguel social para venezuelanos como parte do plano de contenção da migração "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.