Operação Anel de Giges leva ministro do TCU a pedir reabertura de processo que envolve parentes de Jucá

By Luiz Valério quinta-feira, 28 de setembro de 2017
Enquanto Jucá diz que "ninguém vai intimidá-lo", o TCU estuda reabrir processo contra sua família
A Operação Anel de Giges que foi desencadeada nesta quinta-feira (28) em Boa Vista e que teve o objetivo de cumprir mandados de busca e apreensão na casa de filhos e enteados do senador Romero Jucá (PMDB) deve resultar na reabertura de processo que envolve parentes do senador peemedebista no Tribunal de Contas da União (TCU).

O ministro André Luís de Carvalho, do TCU, entende que a Operação Anel de Giges trouxe elementos novos sobre o caso e, por isso, disse que vai propor ao plenário do tribunal na semana que vem. A informação foi veiculada agora há pouco pelo site O Antagonista.

Só rememorando: no ano de 2016, o TCU começou a analisar o caso e não viu irregularidades na avaliação de mercado da fazenda Recreio que, de acordo com a investigação da PF, foi vendida com superfaturamento para obra do programa Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com as Investigações, a Fazenda Recreio em Boa Vista, que pertencia aos filhos e ex-enteadas de Jucá, valia ao preço do mercado imobiliário local R$ 3, 5 milhões, mas foi vendida por um valor superfaturado para obra do Minha Casa, Minha Vida. Documentos contraditórios apontam uma estranha variação de valores que vão de R$ 4,5 milhões a R$ 7 milhões.

Na área onde outrora ficava a fazenda, foi construído o conjunto residencial Vila Jardim, com mais de 2 mil apartamentos populares numa obra financiada pela Caixa Econômica Federal, que custou R$ 185 milhões.

O delegado da PF, Alan Robson, afirmou que a construtora que executou o projeto, a CMT Engenharia, agiu com apoio dos filhos e das ex-enteadas de Jucá. Os R$ 32 milhões desviados na construção teriam chegado aos familiares do senador.

"A análise dos recursos bancários mostram a movimentação de pessoas físicas e jurídicas que levam ao desvio desses recursos em benefício desses investigados e em específico desses quatro proprietários da fazenda”, declarou o delegado. (Fonte: G1 Roraima)

Em Brasília, Romero Jucá insinuou que a Operação Anel de Giges seria uma espécie de pressão contra o Senado para que a Casa Legislativa não revisse a decisão do Supremo Tribunal federal que afastou o senador Aécio Neves das suas funções. Jucá disse que “ninguém vai intimidá-lo”.

Você pode conferir aqui o acórdão do arquivamento do processo pelo TCU
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Operação Anel de Giges leva ministro do TCU a pedir reabertura de processo que envolve parentes de Jucá "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.