Suely diz que Jucá atrapalha regularização fundiária de Roraima

By Luiz Valério sábado, 2 de setembro de 2017
De acordo do Suely Campos, o senador Jucá é o responsável pela lentidão no processo de regularização fundíária do estado
Ao discursar na solenidade de abertura da colheita da soja 2017, na fazenda Tucumã, na manhã deste sábado (2), a governadora Suely Campos (PP) culpou o senador Romero Jucá (PMDB) pela demora na conclusão da regularização fundiária de Roraima. Ao fazer um balanço das ações do seu governo voltadas para o setor produtivo, Suely disse que tem lutado para remover os impasses jurídicos que emperram a titulação das terras, como as condicionantes do Decreto 6754, e agora o processo das terras está parado’ na Casa Civil da Presidência da República. “Eu digo aqui com todas as letras: quem está atrapalhando a regularização fundiária do Estado de Roraima é o senador Jucá”, afirmou.

A chefe do Executivo estadual reclamou que tem sido penalizada de forma veemente por parlamentares [partidários de Romero Jucá] que querem atrapalhar o seu governo. Suely disse aos produtores rurais que fazem parte do grupo do senador peemedebista para que cobrem dele o andamento do processo, pois ele é o principal responsável pela lentidão na conclusão da regularização fundiária do estado. As afirmações vieram em resposta às cobranças dos produtores rurais para que o governo conclua o processo de regularização, tido pela classe produtiva como um dos passos primordiais para o desenvolvimento do estado.

“[O processo de regularização fundiária] Não está mais no Incra. Porque será que está lá, minha gente?”, questionou Suely. A governadora disse que falou com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, questionando sobre os motivos de o decreto estar no INCRA. “Ele [Padilha] disse: ‘governadora, não se admite isso realmente. O que a União quer com as terras de Roraima?’ Mas de lá para cá esse processo não andou mais. O presidente do Iteraima, Alysson Macedo, esteve lá. O que será que está acontecendo? Quem é que está impedindo esse processo de regularização fundiária? Pensem bem”, disse.

Veja o vídeo em que Suely culpa o senador Romero Jucá pelo atraso na conclusão do processo de regularização fundiária do estado:


Suely Campos disse que seu governo fez a parte mais difícil, que foi remover os impedimentos jurídicos, mas agora há outros entraves de ordem política que estão sendo impostos por seu principal adversário político, que é o senador Romero Jucá. “Hoje estamos com o maior programa de regularização fundiária que esse estado já teve”, afirmou. Suely disse não ter dúvida da importância da garantia jurídica das terras do estado para que os agricultores possam produzir e para que seja possível atrair mais investidores para o agronegócio.

“Eu, como governadora, desde que cheguei [ao governo], tenho trabalhado para tirar todos aqueles entraves que não permitem que o setor produtivo cresça. Seja o produtor pequeninho, seja o médio, seja o grande como muitos aqui”, frisou, destacando que o Instituto de Terras de Roraima - que tinha sido transformado numa espécie de imobiliária particular na gestão do ex-governador José de Anchieta (PSDB), segundo o deputado Brito Bezerra, líder do governo na Assembleia Legislativa - está servindo de referência para vários estados do Brasil.
Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Suely diz que Jucá atrapalha regularização fundiária de Roraima "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.