Jucá e a Operação Anel de Giges são tema do "Cadê o dinheiro que estava aqui?"

By Luiz Valério domingo, 8 de outubro de 2017
O quadro "Cadê o dinheiro que estava aqui?", do Fantástico, esteve em Boa Vista para investigar onde foram parar os R$ 32 milhões desviados da construção do residencial Vila Jardim
A Operação Anel de Giges, que investiga o desvio de R$ 32 milhões da construção do conjunto habitacional Vila Jardim, em Boa Vista, foi o tema deste domingo do quadro "Cadê o dinheiro que estava aqui?" do Fantástico. Como personagem correlato do escabroso caso, o senador Romero Jucá (PMDB), líder do governo Temer no Congresso Nacional.

Como amplamente divulgado pela imprensa nacional, a Operação Anel de Giges foi deflagrada no dia 28 de agosto para possibilitar o cumprimento de mandados de apreensão e condução coercitiva contra os filhos de Jucá, o ex-deputado estadual Rodrigo Jucá e a empresária Marina Jucá, assim como ex-enteadas do político roraimense, com o objetivo de coletar documentos necessários à investigação acerca do desvio dos R$ 32 milhões.

As investigações preliminares da PF e do MPF mostraram que o conjunto habitacional Vila Jardim foi construído num terreno que era parte da Fazenda Recreio, pertencente aos filhos e ex-enteadas de Jucá.

Avaliada inicialmente em R$ 3 milhões, a área foi comprada pelo poder público local por R$ 4 milhões, configurando um superfaturamento de R$ 1 milhão. Outros R$ 31 milhões foram desviados da obra que, apenas dois anos depois de inaugurada, já apresenta problemas diversos de deterioração em sua estrutura.

Quando a operação foi deflagrada em Boa Vista, Jucá foi flagrado no plenário do Senado, em Brasília, trocando mensagens com um deputado em que dizia que ninguém o iria intimidar. À imprensa nacional Jucá repetiu a mesma frase. Em suas emissoras de rádio e televisão acusou a Polícia Federal e o Ministério Pùblico Federal (MPF) de estarem em conluio com seus adversários para tentar destruí-lo.

Depois da bravata inicial, quando afirmou também que iria usar todo seu arsenal para destruir seus adversários, Jucá teve um piripaque e foi parar no Hospital Unimed de Boa Vista.

Diante das tantas versões apresentadas para seu mal súbito (pico de pressão alta, apendicite e diverticulite), o que ficou no imaginário popular foi a versão espalhada pelas redes sociais de que ele teria tido uma crise de nervosismo que poderia ter resultado numa diarreia, devido às investigações da PF, que se aproximaram da sua porta de forma jamais imaginada por ele.

Hoje, o Fantástico mostrou que o assunto ainda não morreu. O conjunto habitacional Vila Jardim é uma daquelas obras "sem vergonha" aparentemente feitas para desviar recursos públicos. Vazamentos em banheiros, paredes se deteriorando, falta de iluminação nas ruas do conjunto, etc., comprovam que o projeto foi "feito nas coxas" e que o dinheiro foi desviado.

Agora, a população de Roraima se pergunta: "cadê o dinheiro que estava aqui?".

Luiz Valério

Sou Jornalista e blogueiro. Há 20 anos cubro o mundo político, boa parte desse tempo escrevendo em blogs na Web. Moro em Roraima há 15 anos. Já desenvolvi vários projetos na área do jornalismo. Apaixonado por tecnologia, tenho especialização na Área. Agora nos encontramos por aqui.

No Comment to " Jucá e a Operação Anel de Giges são tema do "Cadê o dinheiro que estava aqui?" "

Obrigado por comentar aqui no blog
Os comentários neste blog são livres, sem moderação.
Aviso, no entanto, que ofensas, palavrões ou quaisquer expressões racistas ou discriminatórias serão apagadas sumariamente.
Para quem comentar com responsabilidade, este espaço estará sempre aberto. Críticas e sugestões para o autor serão bem-vindas.

OBS: Os comentários dos leitores não refletem necessariamente a opinião do autor do blog.