A contenda de Markinhos Marques, assessor do Ministério da Saúde, com a revista Crusoé


A vida do ex-secretário de Comunicação do Governo de Roraima, Markinhos Marques (o Markinhos Show - foto em destaque) não está sendo nada fácil como assessor e marqueteiro do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Dia sim outro também, ele é alvo de reportagens e notas em grandes veículos de comunicação do país, como as revistas Veja, IstoÉ e Crusoé que colocam em xeque a sua capacidade de estrategista de marketing para ocupar o cargo para o qual foi contratado.


A mais recente reportagem partiu da revista eletrônica Crusoé, que esquadrinhou a vida de Markinhos Marques e compôs um perfil dos mais destrutivos sobre assessor de Pazuello. A reportagem começa a sua desconstrução logo pelo título, que é bastante depreciativo: O marqueteiro do horror.


Escrita e assinada pelo repórter André Spigariol, da revista Crusoé, a reportagem “O marqueteiro do horror” apresenta Markinhos Marques como um “daqueles tipos excêntricos que, com alguma frequência, aparecem em Brasília vendendo fórmulas mirabolantes – e supostamente inéditas – de gerenciamento de imagem”.

O texto continua dizendo que Pazuello se encantou com a oferta de estrelato apresentada por Markinhos - que teria prometido transformar o general no grande nome das estratégias de combate à pandemia de Covid-19 - e o nomeou para ser o responsável pela Comunicação do MS, durante a sua gestão.


A reportagem de Crusoé segue dizendo que o ex-secretário de Comunicação do Governo de Roraima derrapa no português com frequência e ainda faz alusão às várias atividades exercidas por ele, como a de vender máscaras de proteção contra a Covid-19.


A publicação diz que a publicação da matéria tem o objetivo praticar o jornalismo investigativo, mostrando como está sendo empregado do dinheiro público na contratação de alguém considera desqualificado para o cargo que Markinhos Marques ocupa no momento.


O resultado da reportagem foi uma reação inapropriada de Markinhos, que fez ameaças ao repórter e passou a, também, escrutinar sua vida, para publicar informações inclusive de cunho pessoal nas redes sociais. A contenta entre o assessor do MS e o repórter de Crusoé tomou grandes proporções, pois passou a repercutir em outros veículos de comunicação pelo Brasil a fora. Crusoé observa que ao reagir à reportagem, ameaçando o repórter André Spigariol, Markinhos Marques demonstra total desconhecimento sobre a função do jornalismo.


Tudo indica que essa história ainda vai render desdobramentos polêmicos.


Meu caro leitor-ouvinte, eu acabei de lançar na Amazon.com.br meu livro A explosão do podcast. Olha, modéstia à parte, a obra ficou bem interessante. É um livro-guia que ensina tudo o que você precisa saber para criar um podcast de sucesso.


A obra, no entanto, vai além, mostra a você todo o potencial que a mídia podcast tem para alavancar sua carreira pessoal e/ou profissional, assim como o seu negócio. Confere lá na minha Página de Autor na Amazon, considere comprar a obra, vai. 😁😁😁

Envie sua sugestão de pauta para o Blog:


luiz.valerio.silva@gmail.com | (95) 99135-8757


Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2021 Blog do Luiz Valério. Uma publicação da Verbo Digital Comunicação e Marketing. Todos os direitos reservados.