Após passar por Roraima, Lira é acusado de violência doméstica


Sob os holofotes, o candidato à presidência da Câmara, Arthur Lira, é acusado de violência doméstica

No place to hide (Não há lugar para se esconder) é a frase mais apropriada para os tempos correntes. Não adiante querer esconder a sujeira para debaixo do tapete, pois logo sopra uma ventania e ela é jogada de volta na cara do público. É o que está acontecendo agora com o candidato à presidência da Câmara, o deputado Arthur Lira (PP-AL). Com seu nome e imagem sob os holofotes por causa da disputa política no Congresso, “descobriu-se” que ele é alvo de ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF) e de uma recente acusação enviada à Vara de Violência Doméstica do Distrito Federal.


Conforme publicou o portal de notícias UOL, a acusação partiu da sua ex- mulher, mãe de seus dois filhos, Jullyene Cristine Santos Lins, que apresentou documento em agosto do ano passado, ao STF. Jullyene apresentou uma petição na qual acusa Lira de injúria e difamação. A denunciante afirma que “o medo a segue 24 horas por dia, pois sabe bem o que o querelado [Lira] é capaz de fazer por dinheiro”.


Em sua defesa, o político diz que, ao longo do tempo, as denúncias da ex-mulher "mostraram-se infundadas". Jullyene diz que o deputado, com quem foi casada por dez anos, faz insultos não só contra ela, “mas também tentando diuturnamente” contra seu companheiro. Jullyene cita o “enquadramento do querelado na Lei Maria da Penha e necessidade de proteção urgente” para ela e o seu atual companheiro.


Na quarta-feira (6 de janeiro), Arthur Lira esteve em Roraima articulando com os membros da bancada federal roraimense apoio para sua candidatura à presidência da Câmara. Ele se comprometeu que, durante a sua gestão na presidência da Câmara, caso seja eleita, vai se manter em diálogo com as bancadas federais, por se tratar de algo necessário para se conseguir avanços importantes e o atendimento ao pleito dos governos.


“Nossa gestão vai dar amplitude a esses debates, principalmente a esses estados jovens que precisam de todo apoio do governo federal e da estrutura que a gente possa conduzir lá em Brasília para que [eles] se desenvolvam com o seu povo. É nossa função – a Casa do Povo – ouvir e dar voz aos nossos amigos”, afirmou durante sua visita.


Envie sua sugestão de pauta para o Blog

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2021 Blog do Luiz Valério. Uma publicação da Verbo Digital Comunicação e Marketing. Todos os direitos reservados.