Operação da PF investiga possíveis desvios na Prefeitura de Pacaraima



A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (23), a Operação Argos, com o objetivo de investigar suposta fraude envolvendo contratações de aproximadamente R$ 10 milhões da prefeitura de Pacaraima, ao Norte de Roraima, inclusive de recursos destinados ao enfrentamento da COVID.


Mais de 100 Policiais Federais cumprem 20 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, após representação da Autoridade Policial e manifestação favorável da Procuradoria Regional da República da 1ª Região. Os mandados são cumpridos em Pacaraima e Boa Vista, em Roraima.


As investigações apontam para possíveis irregularidades em mais de 20 licitações do município nos anos de 2019 e 2020, bem como indícios de superfaturamentos e a utilização de máquinas e servidores da prefeitura por empresa para prestação de serviços para o qual teria sido contratada.


Dentre os prováveis desvios, o inquérito policial indica que recursos destinados custeio de ações e serviços decorrentes do Coronavírus teriam sido desviados para pagamentos a uma rede de postos de combustíveis de Boa Vista. O posto também teria recebido verbas federais destinadas à educação (FUNDEB) e de ações sociais voltadas ao desenvolvimento de crianças (Criança Feliz).


Ainda conforme o inquérito, o esquema seria articulado pelo próprio prefeito de Pacaraima, o qual interviria diretamente nas compras, inclusive substituindo funções de outros servidores dentro dos processos licitatórios.


As investigações contaram com o apoio do Ministério Público Estadual de Roraima.


*O nome da operação faz referência ao gigante da mitologia grega que tudo via.


Envie sua sugestão de pauta para o Blog luiz.valerio.silva@gmail.com | WhatsApp (95) 99135-8957

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2021 Blog do Luiz Valério. Uma publicação da Verbo Digital Comunicação e Marketing. Todos os direitos reservados.