Riva promete devolver 93 milhões e faz delação premiada falsa para evitar a cadeia

O ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), José Riva, condenado a 26 anos de prisão por corrupção, prometeu devolver cerca de R$ 93 milhões aos cofres públicos, e citou várias autoridades em sua tentativa de delação premiada buscando amenizar a sua criminal.

Dentre as autoridades, sem nenhuma prova, Riva incluiu o nome do deputado roraimense Haroldo Cathedral.

Mais votado entre os deputados federais de Roraima na eleição de 2018, Haroldo Cathedral denunciou ser vítima de falsas acusações feitas pelo Riva.

Prontamente, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MP-MT) desmentiu a existência de investigação que tenha como alvo o deputado, através do documento assinado pelo procurador de justiça Domingos Sávio de Barros Arruda, no dia 25 de junho de 2020.

“Não há qualquer procedimento investigatório ou processo criminal instaurado em face de Haroldo Alves Campos, acerca de ilícitos penais que possam lhe ter sido irrogados por José Geraldo Riva”, esclareceu o procurador Domingos Arruda.

A falsa acusação do Riva “Foi um ato irresponsável e meramente político”, disse Haroldo Cathedral.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog.


Conversar no WhatsApp

#JoséRiva #PolíticaemRoraima #EleiçõesMunicipais #Eleições2020 #CorridaEleitoral #HaroldoCathedral

0 visualização0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2021 Blog do Luiz Valério. Uma publicação da Verbo Digital Comunicação e Marketing. Todos os direitos reservados.