Sampaio diz que denúncia é improcedente e que mutirão na Univirr visa beneficiar famílias atingidas

Ao se pronunciar sobre o ocorrido na sede da Universidade Virtual de Roraima (Univirr), na tarde deste domingo (8 de novembro), quando alguns deputados estaduais apoiadores da candidatura do deputado Ottaci (Solidariedade), ingressaram naquela instituição alegando que ali estariam sendo efetuados cadastros para suposto pagamento a beneficiários do cadastro social da Setrabes, com objetivos eleitoreiros, o secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Soldado Sampaio, afirmou que a denúncia não procede.

De acordo com a denúncia feita pelo grupo de parlamentares apoiador da candidatura de Ottaci, o cadastro de beneficiários em programas sociais do Governo de Roraima teria o objetivo de beneficiar a candidatura da deputada federal, Shéridan Oliveira para a prefeitura de Boa Vista.

Sampaio disse ao Blog entender que com a aproximação do pleito eleitoral é natural que os ânimos estejam exaltados. E em função da disputa acirrada no decorrer dos próximos dias muitas informações distorcidas serão divulgadas com o objetivo de tumultuar o processo eleitoral e enganar a opinião pública visando beneficiar um ou outro candidato.

“Como muito bem já foi divulgado, através de uma nota por parte do governo, o serviço realizado na Univirr visa tão somente inserir os cadastros no sistema do Projeto Governo Digital, para que os recursos federais não sejam devolvidos sem a devida utilização. E, independente do processo eleitoral, essa denúncia inverídica não vai atrapalhar a entrega das cestas básicas e do cartão social conforme aguardam as famílias cadastradas. São mais de 50 mil famílias em todo o estado que aguardam esses benefícios”, afirmou Sampaio.

O secretário da Casa Civil esclareceu que o mutirão faz parte de um acordo de cooperação técnica entre a Univirr, a Secretaria da Educação e Desporto, a Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social e o Corpo de Bombeiros e que as equipes que analisam e aprovam cada cadastro são constituídas por psicólogos e assistentes sociais que atuam sem cunho eleitoral e nenhuma vinculação política.

Sampaio lembrou que a pandemia desestabilizou a economia no mundo e em Roraima não foi diferente, afetando diretamente milhares de famílias que já viviam em situação de pobreza.

Segundo ele, essas famílias cadastradas passam por um crivo de análise técnica e sendo aprovadas são lançadas no sistema nacional e, com isso, serão beneficiadas com a entrega de cestas básicas e do cartão auxílio de renda, visando minimizar os efeitos nefastos da crise econômica.

“É lamentável que queiram transformar um programa emergencial que visa atender os que mais precisam em trampolim político eleitoral sem uma preocupação real com às famílias necessitadas que aguardam ansiosas esse benefício. Independente da eleição vindoura, o governo vai continuar com suas obrigações, pois o compromisso maior da atual gestão é com o bem-estar da população, principalmente dos menos favorecidos”, destacou Sampaio.

Envie sua sugestão de pauta para o Blog


Conversar no WhatsApp

#BoaVista #DeputadosEstaduais #PolíticaemRoraima #EleiçõesMunicipais #Eleições2020 #PolíciaFederal #GovernodeRoraima #Roraima #ShéridanOliveira

0 visualização0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2021 Blog do Luiz Valério. Uma publicação da Verbo Digital Comunicação e Marketing. Todos os direitos reservados.